Prof Paulo Grandi

Vendas à vista crescem mais de 14% em Campinas

Segundo especialista, o consumidor tomou consciência e agora opta por fugir dos juros

As vendas à vista no comércio da região de Campinas, de acordo com a Associação Comercial e Industrial (Acic), aumentaram 14,25% em relação ao ano anterior, enquanto as a prazo reduziram em 7,69%. Para o professor de Economia da IBE Conveniada FGV, Paulo Grandi, esses números revelam a tendência para 2015, com o crescimento das compras à vista e a diminuição das vendas parceladas.

Segundo Grandi, esse cenário se deve a importantes fatores: uma má fase enfrentada pelo comércio e uma mudança no comportamento do consumidor. “O comércio se tornou mais flexível ao dar descontos. Antigamente, pelo mesmo preço, o consumidor podia optar por comprar a prazo ou à vista, sem saída optava em parcelar suas compras. Hoje, para garantir a venda, os lojistas reduzem os preços para conquistar o cliente que, se insatisfeito, buscará outro local para efetuar a compra,” explica.

Para o professor, esses dados mostram que os consumidores fizeram essa escolha na tentativa de escapar das altas taxas de juros praticadas pelo mercado e da inflação. “O aumento das taxas de juros prejudicaram também as vendas a prazo. O consumidor mais consciente pesquisará os preços até encontrar o local que mais lhe ofereça descontos e isso se transformará na tendência nas vendas em 2015,” finaliza Grandi.

REMOVER TODOS
COMPARE
0