Transporte para o crescimento

 

 

Heliomar Quaresma 4 – Presidente da IBE Conveniada FGV

http://www.tantas.com.br/Ana_paula/heliomarquaresma_6.JPG

 

Transporte para o crescimento

O Brasil vive um dos seus grandes momentos, tanto na área econômica quanto de exposição. O mundo todo vira os olhos para o nosso país em um momento de crescimento e expansão. Receberemos eventos importantes como a Copa do Mundo e as Olimpíadas. Somente no primeiro caso, podemos experimentar um giro em torno de R$ 60 bilhões na economia. Tudo isso sem contar os inúmeros empregos diretos e indiretos que já foram e que serão criados.  Porém, um fato que nos preocupa desde 2009, quando foi anunciado o Brasil como país sede, é o atraso na realização de algumas obras, principalmente aquelas relacionadas à infraestrutura.

 

Atualmente, o país enfrenta diversos problemas no setor, principalmente no que diz respeito à logística, o que evidencia claramente a necessidade de um planejamento estratégico não apenas para recebermos grandes eventos, mas também para garantir o transporte do desenvolvimento que país se propõe a alcançar nos próximos anos.

 

O Brasil já figura entre as seis maiores economias do mundo. Com a Copa, podemos ser a quinta. Nossa indústria, por mais que tenha passado por momentos difíceis, tem se mostrado cada vez mais atrativa para investimentos estrangeiros e gerado inúmeros empregos. Temos um setor de serviços forte que emprega e expande a cada ano, além de termos experimentado crescimento na maioria dos setores. É verdade que, nos últimos anos, o crescimento do PIB não foi muito animador, porém, vale ressaltar que a economia se portou de forma animadora frente à crise mundial que afetou as principais potências econômicas. Agora, com a recuperação, voltamos a ser um país que promete.

 

Este novo cenário é marcado pela necessidade de planejamento. Todo esse desenvolvimento e prosperidade precisam, obrigatoriamente, de um bom sistema de escoamento e distribuição. Temos bons produtos, tecnologia e pesquisas, mas também precisamos de um grande esforço dos líderes, tanto do setor público quanto privado, no planejamento de mecanismos e alternativas para transportar o crescimento. Mais que isso, necessitamos de instituições que formem profissionais de qualidade para assumirem os desafios dos processos de criação e viabilização de projetos. Engenheiros, gestores e profissionais de logística que sejam capazes de identificar os gargalos da atualidade e as necessidades do futuro sem perder de vista o bem estar dos maiores beneficiados com um bom sistema: as pessoas.

 

O Brasil precisa, cada vez mais, de líderes com formação e informação diferenciadas para enfrentar os desafios deste e de todos os outros setores nos próximos anos, o que inclui, também, o desenvolvimento sustentável. A melhor formadora de CEOs do Brasil, segundo estudo divulgado pela revista britância Times Higher Education (THE), a Fundação Getulio Vargas, tem se comprometido com o tema disponibilizando programações que formam profissionais que contribuem para o desenvolvimento de projetos e o crescimento de diversas áreas. É vital que haja um planejamento integrado entre todas as áreas, principalmente no que diz respeito à educação e à formação de líderes para a administração e maximização de todas as riquezas. Assim, todos os potenciais poderão ser explorados ao máximo e o país poderá ser chamado de modelo de desenvolvimento, inovação e qualidade de vida.

HELIOMAR QUARESMA

Presidente da IBE Conveniada FGV (Institute Business Education – Fundação Getulio Vargas)

Fique por dentro

Assine nossa Newsletter e receba as novidades por email
// Acesso rápido
Get in touch

872 Arch Ave. Chaska, Palo Alto, CA 55318
[email protected]
ph: +1.123.434.965

Work inquiries

[email protected]
ph: +1.321.989.645