Trabalho em Equipe

Vieira Junior
O relacionamento tem presença forte em todos os ambientes da vivência humana. Na escola, no trabalho, na família, no bairro… Estamos sempre rodeados por pessoas e, por mais que, às vezes, desejemos fazer algo sozinho, sempre esbarramos na companhia de alguém. O exercício começa cedo. Desde a primeira série o aluno é induzido a este tipo de atividade, mas isso não quer dizer que todos se sentirão à vontade para o resto da vida com essa atividade. Para alguns, trata-se de um verdadeiro paraíso, porém, para outros, é um motivo de muita preocupação e até mesmo depressão.
Trabalhar em grupo é uma necessidade no mudo atual. Quando não estimulada pode gerar diversas consequências negativas no trabalho, família e em todo o convício social. Mas como vencer essas barreiras?
A principal dificuldade, por incrível que pareça, está na dificuldade de aceitar a simples existência do outro. Isso tem acontecido principalmente com as novas gerações, que foram criadas rodeadas de atenção e sob a falsa sensação de que tudo girava ao seu redor. Então, começa o problema. No trabalho em equipe, a principal virtude está em saber que cada indivíduo possui a sua própria experiência e todas têm a agregar. Neste tipo de atividade, há uma partilha de conhecimento, não só teórico, mas um conhecimento único: a vivência.
Produzir em grupo é chegar em consenso justamente com as experiências de cada um. Quem não consegue isso, certamente será prejudicado, pois terá sempre que criar sozinho.
Sozinho. Este é o método que não se deve utilizar na hora de tomar decisões nas grandes empresas. Nas organizações, há um consenso de que a melhor maneira para se trabalhar é dividindo as decisões. Assim, os riscos são compartilhados e a chance de acerto nas indicações aumenta e muito. É a velha máxima de que “duas cabeças pensam melhor do que uma”. Quando se trabalha em equipe, os caminhos se tornam mais fáceis e, em um mundo tomado pelo relacionamento e expansão da comunicação, a pessoa que possui essa habilidade terá, inclusive, mais chances de crescer profissionalmente.
Segundo especialistas, os maiores problemas enfrentados no trabalho em grupo são os conflitos, principalmente por membros que apresentam falta de comprometimento ou personalidade forte. Contudo, não existe mágica. Se você quer mesmo ser diferente e crescer na carreira, precisará de boas doses de diplomacia, cooperação e tolerância à diferença. Se você conseguir, poderá até mesmo ser admirado pela sua equipe, e essa será uma recompensa impagável para a sua vida.
Dicas para trabalhar melhor em equipe
1 – Divida e planeje bem as tarefas.
2 – Aprenda a argumentar.
3 – Ouça a opinião dos outros.
4 – Respeite e seja tolerante.
5 – Dê espaço para todos.
6 – Reflita.
7 – Lide com os problemas e resolva-os.
8 – Em casos mais específicos busque a ajuda de profissionais.
Vieira Junior, jornalista, pós-graduando em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas (IBE Conveniada FGV)
REMOVER TODOS
COMPARE
0