Tshaped Professional E Inovacao Como Entender Essa Relacao.jpeg

Estar por dentro das tendências do mercado é fundamental para quem almeja o sucesso profissional. Ao compreender as novas práticas e suas implicações, é possível adaptá-las à sua rotina e obter ótimos resultados na carreira. Nesse cenário, um dos conceitos que vem ganhando mais destaque é o de T-shaped professional.

Esse tipo de colaborador vem sendo cada vez mais procurado por empresas que desejam inovar e atuar em alta performance. Em meio a um mercado dinâmico e tecnológico, quem não desenvolver esse perfil corre o risco de ficar para trás. Mas o que exatamente é o T-shaped professional? Qual é o diferencial desse modelo? Acompanhe o post e descubra!

O que é T-shaped professional?

O termo em inglês, surgido nos anos 90, significa “profissional em formato de T”. A analogia com a letra é usada para descrever os dois tipos de conhecimento que esse profissional precisa desenvolver:

  • traço horizontal: representa o conhecimento geral do colaborador, ou seja, tudo o que ele sabe sobre a empresa, o mercado, economia, política e o que acontece ao redor do mundo;
  • traço vertical: diz respeito aos conhecimentos técnicos e específicos, voltados para a área de atuação do indivíduo.

Em outras palavras, o profissional em T é multidisciplinar e multifacetado, atendendo às mais diversas necessidades do mercado atual. Mas por que esse perfil é tão desejado pelas organizações? A resposta está no equilíbrio.

Quem trabalha apenas o lado técnico pode até se tornar um bom especialista, mas deixa de desenvolver o senso crítico. Dessa forma, torna-se incapaz de tomar decisões estratégicas, desempenhando apenas tarefas operacionais.

Por outro lado, quem possui conhecimento sobre vários assuntos, mas não se especializa, deixa a desejar na hora de cumprir suas obrigações. Afinal, uma empresa não vive apenas de ideias, e sim de resultados. Se a equipe não for competente, eles simplesmente não chegam.

Com o T-shaped professional, não é preciso escolher entre conhecimento e prática. Quando um funcionário se desenvolve em todos os sentidos, é capaz de executar seu trabalho em um nível superior e contribuir estrategicamente para a organização.

Como desenvolver esse perfil na gestão de carreira?

O perfil T-shaped não se trata de um talento inato, mas sim de habilidades que qualquer pessoa pode treinar conscientemente. Basta criar os hábitos certos e conduzir a carreira com planejamento e disciplina. Veja a seguir algumas práticas que você pode adotar para desenvolver cada traço do T.

Traço horizontal

Converse com seus colegas

Procure conversar muito com seus colegas, tanto os do seu departamento quanto os de outros setores da empresa. Essa é uma ótima forma de conhecer pontos de vista sobre a organização diferentes do seu, o que ajuda a pensar fora da caixa e expandir os horizontes.

Não se limite apenas aos seus pares: trocar experiências com pessoas de todos os níveis hierárquicos também é essencial para crescer na carreira. Líderes, em especial, podem trazer à tona uma visão da empresa completamente nova para você, já que possuem uma perspectiva macro do negócio devido à natureza dos seus cargos.

Outro ponto importante é não conversar apenas sobre trabalho. Fale sobre tudo: notícias, família, programas no fim de semana e outros assuntos. Isso ajuda a ter contato com experiências de vida diferentes da sua, fortalecendo sua capacidade de lidar com pessoas, obstáculos e desafios.

Leia muito

Ler é uma das melhores formas de adquirir conhecimento relevante. Quem desenvolve esse hábito torna-se capaz de traçar relações entre o passado e o presente, além de compreender melhor o que acontece à sua volta.

Livros, por natureza, estimulam os leitores a produzir suas próprias conclusões ao fim da história, o que é um ótimo exercício para o senso crítico. Ler também exige um alto esforço de concentração, o que torna a atividade uma ótima arma para apurar o raciocínio.

É claro que todos nós temos nossas preferências, mas é fundamental variar os temas e formatos das leituras. Tanto um romance quanto uma ficção científica podem ser úteis para expandir sua visão de mundo. Da mesma forma, um livro, um jornal e uma história em quadrinhos produzem experiências diferentes, todas de suma importância para sua formação pessoal.

Acompanhe o noticiário

Ser bem informado é primordial para exercer qualquer atividade profissional. Você não só fica por dentro das tendências do mercado, mas também descobre como as pessoas estão lidando com acontecimentos importantes ao redor do mundo. Além disso, fica por dentro de todas as novidades em tecnologia, que têm forte influência no mercado de trabalho.

Por isso, separe um tempo no seu dia, nem que sejam apenas 20 minutos, para dar uma olhada no noticiário. Pode ser na TV, rádio, internet ou meios impressos. Escolha o canal que melhor se adapta à sua rotina e torne-se um profissional mais completo.

Traço vertical

Faça cursos livres

Cursos livres são ótimos para atualizar conhecimentos ou aprender novas técnicas. Um profissional de marketing, por exemplo, pode procurar um curso de SEO para entender melhor a influência dos conteúdos otimizados nas vendas de uma empresa. Estudar idiomas e se aprofundar em alguns softwares também são excelentes estratégias para enriquecer o currículo.

Muitos desses cursos têm baixa carga horária semanal e curta duração. Com isso, é mais fácil adaptá-los à sua rotina e investir constantemente em capacitação e aprimoramento.

Busque uma especialização

Cursos de pós-graduação são ideais para aprofundar conhecimentos em um tópico específico. Pense em um administrador de empresas que almeja o cargo de diretor financeiro. Nesse caso, faz todo o sentido que ele busque uma especialização em finanças, conquistando um diferencial na busca desse objetivo.

Além disso, esse tipo de formação também contribui para o traço horizontal, já que possibilita o networking e troca de experiências com outros profissionais que buscam melhor preparo para o mercado de trabalho.

Como o T-shaped professional contribui para a inovação?

Para inovar, um colaborador precisa ter boas referências e um vasto conhecimento em sua área de atuação. Por se desenvolver em mais de uma direção, o profissional em T larga na frente quando o assunto é encontrar soluções criativas, já que se adapta melhor a essa era altamente tecnológica, com novas tendências e conceitos a todo momento.

Criatividade não combina com monotonia. Por isso, equipes multidisciplinares vem se tornando cada vez mais comuns nas organizações. É aí que o T-shaped professional brilha, pois é um questionador nato, que compreende contextos e é muito bom no que faz.

A soma dos traços do T é essencial para desenvolver a capacidade de inovar. Sem a excelência técnica, é impossível conhecer as necessidades e limitações de um projeto. Uma equipe de TI, por exemplo, deve saber exatamente o que pode ou não ser feito para viabilizar uma ideia, e ao mesmo tempo se superar a cada dia para colocar em prática soluções criativas.

Já a visão macro do negócio e o conhecimento geral são importantes para o profissional ter repertório na criação de projetos. Sem isso, fica difícil entender o mercado, sair da zona de conforto e trazer à tona ideias realmente relevantes. Um profissional com o perfil adequado é capaz de criar conexões entre ideias que pareciam não se relacionar e, assim, desenvolver projetos nunca antes imaginados.

Chegamos ao fim do nosso post sobre a relação do T-shaped professional com a inovação. Agora que você já está por dentro do assunto, que tal colocar o que aprendeu em prática? Busque desenvolver seus conhecimentos gerais e ter uma visão macro do mercado, sem esquecer de se especializar na sua área de atuação. Assim, o sucesso e grande projetos certamente estarão ao seu alcance!

Gostou do post? Não se esqueça de assinar a nossa newsletter. Assim, você receberá diretamente no seu e-mail os melhores conteúdos sobre gestão de carreira e negócios!

REMOVER TODOS
COMPARE
0