fbpx

Neste ano, presentear as crianças ou levá-las para passear sairá mais caro. Os preços dos produtos e serviços mais procurados para a comemoração da data subiram em média 9,13% entre outubro de 2012 e setembro de 2013 — acima da inflação apurada no mesmo período pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da FGV/IBRE, que foi de 5,29%.

Segundo André Braz, economista do Instituto Brasileiro de Economia (FGV/IBRE) responsável pelo levantamento, entre os itens selecionados chama a atenção o aumento de preço dos serviços: shows musicais (13,94%), lanchonetes (13,16%) e restaurantes (10,29%). No grupo dos presentes, os preços dos calçados infantis (7,92%) e bicicletas (6,44%) encabeçam a lista dos que subiram mais que a inflação, seguidos pelas bonecas (4,85%), roupas infantis (4,78%) e jogos para recreação (4,46%).

Em contrapartida, os eletrônicos, uma das principais opções de presente das crianças mais crescidas, registraram queda de preços. Aparelhos de som, televisores e vídeo games ficaram 4,56%, 3,76% e 2,27% mais baratos. Contudo, Braz alerta que nem sempre um produto que registrou queda de preço deve ser entendido como uma boa opção de compra.  “As bonecas, por exemplo, ficaram mais caras. No entanto, seu preço é infinitamente menor que o de um aparelho de som, por exemplo”, ressalta.

Braz ainda salienta que para aqueles que se prepararam financeiramente, vale aproveitar o momento para adquirir os produtos que apresentaram queda em seus preços. “Contudo, formas de financiamento com juros embutidos devem ser evitadas”, conclui.

Fonte: Presente Diário

REMOVER TODOS
COMPARE
0