Os 12 Erros Mais Comuns Ao Fazer Networking No Linkedin.jpeg

Atualmente, as redes sociais apresentam grande importância para quem está buscando oportunidades de trabalho, seja para fazer um upgrade na carreira ou encontrar um novo emprego.

No entanto, mesmo que pareça um ambiente informal, é importante saber usar as ferramentas com sabedoria.

No artigo de hoje, falaremos sobre os 12 erros mais comuns ao fazer networking no LinkedIn, uma das plataformas mais importantes no mercado de trabalho.

1. Deixar o perfil incompleto

Não seria sensato enviar o seu currículo incompleto para uma vaga de trabalho, certo? Então, evite fazer o mesmo com o seu perfil.

Entenda que a sua página inicial é o primeiro contato que as empresas terão com você. Portanto, para ter um bom networking no LinkedIn, demonstre ser uma pessoa engajada e interessada em melhorar a sua carreira, mantendo o seu perfil sempre completo e atualizado.

2. Mesclar perfil profissional e pessoal

Embora o LinkedIn seja uma rede social, o comportamento de seus usuários não deve ser o mesmo encontrado no Facebook ou Instagram, por exemplo.

Misturar a vida pessoal com a vida profissional é um grande erro e demonstra falta de profissionalismo, o que pode ser determinante na escolha do recrutador. 

3. Utilizar a foto errada

A foto daquela viagem com os amigos ou de alguma festa do fim de semana pode até ser bonita, mas não é condizente com o ambiente do LinkedIn.

Para que o seu objetivo seja alcançado, é importante escolher uma imagem mais profissional, com boa resolução e aparência adequada.

Descarte fotografias com filhos, cachorros ou paisagens. Elas são apropriadas para outra rede que não seja a que você está tentando impressionar recrutadores.

4. Não explorar as experiências anteriores

Ao analisar o seu perfil os recrutadores querem conhecer melhor a sua vida profissional para medir o quão certo você é ou não para determinada vaga.

Portanto, não deixe de explorar suas experiências anteriores. Faça uma boa descrição dos seus antigos empregos, relate suas tarefas diárias, suas responsabilidades e elenque suas conquistas, mas sem parecer arrogante.

5. Não valorizar o trabalho voluntário

O perfil do LinkedIn é uma forma mais dinâmica de apresentar o seu currículo, portanto, não abra mão de informar todas as suas experiências, inclusive com trabalho voluntário.

As empresas enxergam o voluntariado como parte da formação profissional e acreditam que o candidato que participa de tais atividades tende a se relacionar melhor. Isso é bastante benéfico para o desenvolvimento de trabalho em equipe ou até mesmo para a manutenção de um ambiente corporativo saudável.

6. Não aproveitar a sua rede de conexões

Para manter um bom networking no LinkedIn, os seus contatos precisam estar atualizados sobre a sua vida profissional.

Portanto, compartilhe as novidades sobre sua carreira, como mudanças de cargo, livros que leu, cursos que tenha feito e até mesmo vivências que possam ser interessantes para o mercado de trabalho.

Também não deixe de participar dos grupos de discussões e se esforce para ser um membro ativo, contribuindo com o seu conhecimento e mostrando o quão valioso ele pode ser.

7. Priorizar a quantidade e não a qualidade

Como dito anteriormente, o LinkedIn é uma rede social voltada para o mercado de trabalho. Logo, a sua postura não deve ser a mesma de outras redes com o uso mais informal.

Antes de enviar convites para inúmeros perfis, faça uma reflexão de qual ligação você tem com aquele profissional e como ele poderá ser útil em seu objetivo.

Evite encaminhar notificações para qualquer pessoa sem o menor critério, pois essa atitude passará uma mensagem de que você está desesperado, o que é bastante negativo.

8. Não ter um objetivo definido

Você não deve começar uma empreitada sem ter um objetivo definido. Portanto, antes de montar o seu perfil e definir sua rede de conexões, trace o seu plano de metas e se atenha a ele para criar um networking valioso.

Sem ele você fará conexões vazias. Não adianta elaborar um perfil voltado para a área técnica, se você está interessado em um cargo de gestão, por exemplo. 

9. Fazer uso do convite padrão

Para ampliar o networking no LinkedIn de maneira satisfatória, evite fazer uso do convite padrão disponibilizado pela plataforma.

O receptor da mensagem quer perceber que você não apenas adiciona pessoas sem critério, mas que sabe quem ele é e o motivo pelo qual a conexão entre vocês poderá ser valiosa para ambos.

A mensagem não precisa ser extensa, mas sim personalizada. E preste sempre atenção na grafia correta das palavras e na gramática.

10. Não colocar informações verdadeiras no perfil

Essa é uma dica que deveria ser óbvia, mas infelizmente não é. Ainda há muitos profissionais, das mais variadas áreas, que insistem em colocar informações falsas com a intenção de deixar o perfil mais atraente.

Mesmo se você não tiver muita experiência ou até mesmo uma coleção de diplomas, seja sempre honesto. Não esqueça que está cada vez mais fácil para os recrutadores checarem as suas informações. Sendo assim, perceber que você está faltando com a verdade vai fazer com que nunca mais concorra a uma oportunidade naquele lugar.

11. Ignorar a rede profissional 

Um erro comum cometido pelos usuários é criar um perfil mas não cuidar dele. Para ter um networking positivo no LinkedIn, é importante se dedicar às suas conexões, participar dos grupos de discussão, repassar vagas aos seus contatos, publicar textos e manter o perfil atualizado.

12. Não colocar informações para contato

Embora os recrutadores possam enviar mensagem pela plataforma, é mais prudente disponibilizar as informações de contato — como um e-mail ou número de celular — para que você seja encontrado mais facilmente.

Outro erro comum é não especificar a cidade que mora e se está disponível para viagens ou não. Se a empresa não encontrar essas informações, é muito provável que ela vá em busca de outro candidato que tenha deixado tudo explícito.

Agora que você já entendeu a importância de um perfil adequado no LinkedIn e aprendeu a otimizar o networking nessa plataforma, leia também o nosso texto sobre como melhorar o seu marketing pessoal.

REMOVER TODOS
COMPARE
0