O Que Sao Kpis E Qual A Sua Importancia Para Empresas.jpeg

Medir o desempenho dos departamentos é de suma importância para o sucesso de um negócio. Só assim os líderes conseguem identificar falhas nos processos e implementar medidas para torná-los mais efetivos. A melhor forma de fazer isso é adotar KPIs para otimizar a gestão organizacional.

Você já deve ter se deparado com esse termo em algum momento, mas sabe exatamente do que se trata? Para não deixar dúvidas, explicamos neste artigo o que há de mais importante sobre o assunto. É só continuar a leitura!

O que são KPIs?

A sigla KPI vem do inglês Key Performance Indicator (Indicador Chave de Desempenho, em português). Como o próprio nome já diz, KPIs são indicadores utilizados para medir o desempenho das atividades e processos de uma empresa, o que permite o acompanhamento sistemático das metas estabelecidas.

Ao contrário do que muitos pensam, KPIs não são o mesmo que métricas, e sim um desdobramento delas. Qualquer número ou dado sobre o negócio é considerado métrica. No entanto, uma métrica só se torna KPI quanto é relevante para a estratégia empresarial, ajudando a definir rumos e medir o sucesso da organização. Além da relevância, KPIs eficientes devem ser:

  • mensuráveis: por serem informações em nível de análise, costumam ser apresentados em forma de porcentagens ou números absolutos, para facilitar a leitura e comparação com outros dados;
  • periódicos: bons KPIs se repetem ao longo do tempo. Dessa forma, é possível analisar a melhora ou piora nos números mês a mês ou ano a ano, por exemplo;
  • compreensíveis e simples: os dados devem ser diretos e de fácil compreensão, já que serão compartilhados com todos os funcionários da empresa. Logo, se as informações não forem entendidas, não terão utilidade.

Qual é a importância dos KPIs para as empresas?

A maior vantagem do uso de KPIs é transformar números avulsos em conhecimento sobre o negócio. Com esses dados em mãos, os gestores conseguem fazer previsões e identificar problemas no andamento das atividades, o que possibilita fazer ajustes na estratégia caso seja necessário.

Em outras palavras, os KPIs oferecem um diagnóstico preciso da organização, o que torna os erros no planejamento cada vez menos frequentes e ajuda a empresa a melhorar seu posicionamento no mercado.

Outro benefício importante é a inclusão de todos os colaboradores na estratégia do negócio. Ao compartilhar os KPIs com seus colaboradores, o gestor faz a equipe se sentir importante e entender o quanto seus esforços contribuem para os resultados da organização.

Além disso, fornecer dados relevantes, mensuráveis e de fácil entendimento ajuda a elaborar metas para os funcionários. Com o auxílio desses números, eles saberão exatamente o que devem fazer e aonde precisam chegar.

Quais são os principais KPIs utilizados em um negócio?

Existem KPIs para todas as atividades e departamentos de uma empresa. Eles podem medir lucratividade, qualidade ou eficiência na gestão de pessoas, entre outros aspectos importantes.

A relevância de cada métrica varia de acordo com as necessidades de cada negócio. No entanto, alguns KPIs se repetem em todas as organizações, por serem indispensáveis para avaliar o desempenho e os resultados em qualquer cenário. Veja a seguir os principais exemplos.

ROI (Retorno sobre Investimento)

Medir o ROI é essencial para avaliar o quanto a empresa ganhou ou perdeu com determinado investimento. Assim, é possível traçar metas baseadas em resultados tangíveis e entender se certos gastos estão, de fato, contribuindo para o negócio.

Por exemplo: um departamento de vendas contratou um novo funcionário com salário de 5 mil reais e, em seu primeiro mês de trabalho, ele gerou um lucro de 20 mil. Logo, ao menos neste primeiro momento, o ROI da contratação foi altíssimo, o que significa que o investimento feito valeu a pena.

Ciclo Médio de Vendas

Esse KPI consiste em calcular o tempo médio necessário para que uma nova venda seja realizada. O ciclo se inicia a partir do momento em que um novo cliente é prospectado, criando uma nova oportunidade de negociação.

Contar com o auxílio de um software CRM, que faça a gestão do relacionamento com os clientes, é essencial para facilitar a captação desse indicador. O sistema contabiliza o ciclo de todas as oportunidades criadas e gera uma média entre elas, o que reduz o tempo de cálculo.

Também é importante verificar a duração de cada etapa do processo: prospecção do cliente, negociação, fechamento do contrato e pós-venda. Dessa forma, é possível identificar as principais dificuldades da equipe no dia a dia e oferecer orientações para melhorar o desempenho.

Custo de Aquisição por Cliente (CAC)

O CAC mostra quanto a empresa está investindo para conquistar cada novo cliente. O cálculo é simples: basta dividir o total de gastos feitos no processo de vendas pelo número de clientes adquiridos no período. Quanto mais informações a empresa tiver sobre cada etapa da negociação, mais preciso será o resultado.

Para ilustrar, vamos a um exemplo prático: se, em um mês, a empresa investiu 4 mil reais em vendas e conquistou 8 novos clientes, o CAC no período foi de 500 reais. Se esse número é positivo ou não, depende muito da natureza do negócio e dos comparativos com os meses anteriores.

Taxa de churn

O churn é a porcentagem de clientes que cancelam o serviço em determinada faixa de tempo. Para a empresa se considerar em expansão, é necessário que essa taxa esteja abaixo do número de novos clientes. Se ela for alta demais, significa que há algo errado com o produto ou com a estratégia de vendas, o que requer uma revisão no planejamento.

Taxa de turnover

O turnover é um dos KPIs de gestão de pessoas mais importantes dentro de uma empresa. Ele mede a rotatividade de profissionais na organização, ou seja, o volume de entrada e saída de pessoas em determinado período.

Caso haja muitos desligamentos, o RH deve se preocupar. É possível que haja problemas como má gestão, política de salários desequilibrada ou condições precárias de trabalho, entre outros. Tudo isso faz com que os colaboradores procurem oportunidades em outros lugares, o que enfraquece o time e aumenta os custos com recrutamento e seleção.

Chegamos ao fim do nosso guia sobre KPIs! Agora que você já está por dentro do assunto, é hora de colocar o que aprendeu em prática. Analise as necessidades do seu negócio e defina métricas relevantes para a avaliação das atividades. E não se esqueça de compartilhar os dados com a sua equipe, deixando todos a par da estratégia da organização.

Gostou do artigo? Não se esqueça de curtir a nossa página no Facebook. Assim, você receberá em primeira mão todas as nossas dicas sobre gestão de negócios!

REMOVER TODOS
COMPARE
0