Trabalho coletivo

 

 

Um grupo é formado por dois ou mais indivíduos interdependentes que interagem para alcançar determinados objetivos.

 

Um grupo de trabalho é um grupo que interage basicamente para compartilhar informações e tomar decisões para se ajudarem mutuamente no desempenho em suas áreas distintas de atuação.

 

Uma equipe de trabalho gera sinergia positiva mediante o esforço coordenado. Os grupos não são desorganizados, mas, sim, possuem uma estrutura que molda o comportamento de seus membros.

 

Quando desempenhamos um papel, envolvemo-nos em um conjunto de padrões de comportamentos esperados que são atribuídos à ocupação de uma dada posição em uma unidade social.

 

Com base na pesquisa sobre papéis, podemos concluir o seguinte:

 

(1) as pessoas desempenham múltiplos papéis;

 

(2) as pessoas aprendem papéis a partir de estímulos ao seu redor;

 

(3) as pessoas trocam de papéis rapidamente de acordo com as demandas das situações e

 

(4) as pessoas experimentam conflito quando um papel é incompatível com outro.

 

Padrões aceitáveis de comportamento de grupo que são compartilhados pelos membros do grupo são chamados de normas. Quando aceitas pelo grupo, as normas influenciam o comportamento do grupo com um mínimo de controle externo.

 

Os grupos exercerão pressão sobre seus membros para que seu comportamento se conforme aos padrões. Uma vez que as pessoas desejam pertencer ao grupo, são suscetíveis a essas pressões pela conformidade.

 

O estudo clássico de Solomon Asch demonstrou o seguinte: as pessoas desejam ser do grupo e evitam ser diferentes e, por isso, sentem pressão para se conformarem.

 

Os grupos diferem por sua coesão: o grau de motivação entre seus membros para continuarem no grupo. Estudos têm demonstrado que a relação entre a coesão e a produtividade depende das normas relativas ao desempenho estabelecidas pelo grupo. Quanto mais coeso o grupo, mais os seus membros perseguem suas metas.

 

Mas prestem atenção: para ser bem recebido nos grupos um fator excepcionalmente fundamental é ser muito bom sozinho de corpo, alma, coração e espiritualmente…

 

 

e – Robson Paniago é Administrador Tecnológico & Social da FGV

REMOVER TODOS
COMPARE
0