Na crise, as oportunidades da Construção Civil

Na crise, as oportunidades.
Marcos Fontes
A Indústria da Construção Civil, no seu setor de edificações, incluindo basicamente loteamentos e condomínios vive um momento atípico se levarmos em conta o período pós-crise 2008 até primeiro semestre de 2013. Não deveria ser assim, mas o que era previsível vem acontecendo neste ano de 2014. O calendário esportivo, futebolístico  mundial acentuado com o acirrado calendário eleitoral nacional vem fazendo estragos na economia e no mercado da Construção Civil.
Quando falamos deste mercado incluímos os reflexos em toda a cadeia. Desta forma, se as vendas de imóveis novos e na planta caem 30% no semestre, em relação ao mesmo período do ano passado, leva também a insegurança para que as incorporadoras façam novos lançamentos. Construtoras perdem oportunidades com novos contratos. Imobiliárias e seus corretores ficam sem produtos para venda. Os bancos percebem a diminuição do interesse pelo Crédito Imobiliário, item do portfólio que já passou a ser o principal gerador de credito das Instituições Financeiras. E por ai vai, uma infinidade de reflexos cíclicos que só se percebe o tamanho quando vem a crise.
O que fazer então?  “Quando escrito em chinês a palavra crise compõe-se de dois caracteres: um representa perigo e o outro representa oportunidade.” Atribuída a frase a John Kennedy.
Portanto, ao empreendedor caberá analisar dez projetos ao invés de dois para analisar viabilidade e decidir lançar. A construtora deverá cuidar bem de seus clientes, fornecedores e clientes finais pois é hora de fazer o pouco, bem feito. As imobiliárias e seus corretores devem primar pelo bom atendimento e revisitar clientes prospects que já se manifestaram interessados anteriormente ou já fizeram alguma negocio com eles. Nesta linha, caberá aos bancos investirem em atendimento e tecnologia para proporcionar as soluções de financiamento e serviços de qualidade aos clientes.
E a você, cliente final e motivo da existência desta cadeia de fornecedores da construção Civil  caberá o prazer de analisar com mais calma as oportunidades oferecidas, principalmente os descontos e promoções e fazer um investimento que pode ser o maior de sua vida.
Bons negócios
Marcos Fontes é economista da IBE Conveniada FGV especialista nas áreas de Finanças e Imóveis com ênfase em crédito imobiliário e construção civil.
Fonte: http://www.panoramadenegocios.com.br/2014/09/coluna-do-professor-marcos-fontes.html

Fique por dentro

Assine nossa Newsletter e receba as novidades por email
// Acesso rápido
Get in touch

872 Arch Ave. Chaska, Palo Alto, CA 55318
[email protected]
ph: +1.123.434.965

Work inquiries

[email protected]
ph: +1.321.989.645