Líderes da vida

Líderes da vida
Vieira Junior
Como deve ser um líder? Existem diversos livros, palestras, trabalhos, publicações e teses a respeito desse tema. Teorias são formuladas e pesquisadores do mais alto gabarito intelectual se empenham em procurar em características de grandes pessoas, profissionais e empreendedores a resposta para essa pergunta. Na maioria dos casos elas são muito boas, produtivas e nos ajudam a criar um conceito sobre o tema. Contudo, gosto de pensar que a liderança também pode ser encontrada em pessoas que taxamos como simples, mas que constroem a vida com amor, afinco e muita persistência.
Em tempos de crise de identidade por parte de toda a sociedade, a liderança é um artefato de luxo e pode ser encontrada, sobretudo, em pessoas mais experientes. Pessoas que classificamos como simples, mas, enquanto temos dificuldades para formar e motivar uma equipe, eles formam famílias, negócios, cidades e sustentam uma economia. Para essas pessoas, a liderança é, além de um modo de ser, a opção para enfrentar as dificuldades dos mais diversos projetos. E quanto se pode aprender com elas…
Olhando para pessoas assim, tive algumas conclusões. Ser líder, antes de tudo, é um estado de espírito, um dom. Essa capacidade pode e deve ser trabalhada, claro, mas é vista em sua essência naqueles que nunca ouviram ou leram nada sobre essa definição moderna, mas que sempre chamam a responsabilidade para si em momentos de adversidade, seja ela qual for. Essas são consideradas “Líder por Natureza” e movem o mundo com habilidades que impressionam até os mais estudiosos.
Ser líder é ter a capacidade de guiar uma pessoa ou grupo. É pensar e planejar muito o próximo passo, mas nunca deixar que o medo e a incerteza imobilizem as suas pernas. Antes de pensar no que pode dar errado, é preciso ter, além do detalhado projeto, a certeza de que as suas habilidades serão maiores do que as dificuldades. Se algo der errado, não há problema, o importante é sempre estar presente e nunca se esconder das consequências, sejam elas boas ou ruins. Com isso você começará a ganhar algo muito precioso e que ditará o sucesso das suas empreitadas: o respeito e a admiração de todos.
O líder sempre será questionado sobre tudo. Às vezes, só para testar o seu conhecimento mesmo. As palavras deverão ser precisas quando se souber a resposta, mas a sinceridade e a humildade serão as maiores armas frente a um mundo repleto de informações difundidas. O não saber não tirará o seu respeito, mas a mentira e a enrolação sim.
Ouvir é sempre melhor do que falar, embora, às vezes, esses papéis precisem ser invertidos. Saber quando fazer isso vai depender da relação que você cria com os indivíduos ao seu redor e até mesmo da sua experiência. Agradar as pessoas e atrair as verdadeiras para perto de si é também o melhor jeito de formar uma boa equipe. Repreendê-las pelo motivo certo, na hora certa e com argumentos concretos dará a certeza de que você sabe o que faz e quando deve fazer. Ter bom coração, ser amigo e acreditar sempre no melhor das pessoas ajudará a enxergar os pontos positivos delas quando ninguém as der valor, e isso também te fará afastar alguém somente quando este realmente não merecer a sua confiança. Quando você perceber, todos estarão querendo estar ao seu lado e verão em você a coluna para a sustentação das suas convicções e tarefas.
O líder sempre tem algo a oferecer e deixa nas pessoas a sensação de que realmente não podem viver sem aquilo. Você poderá não saber tudo e certamente nunca saberá, mas terá o respeito e a admiração de todos se souber reconhecer e superar isso estando sempre presente, seja nas horas boas ou ruins. Também será preciso ter o discernimento para direcionar, guiar e apontar o caminho a ser seguido. Cobrar será necessário, mas sentir, falar e apontar respaldado pela certeza e experiência serão habilidades que você deverá sempre buscar.
Em resumo, ser líder é transformar a admiração e o respeito de todos em saudade quando, por algum motivo, for preciso ir embora. Se algum liderado um dia chorar a sua partida, significa que você foi mais que um líder, foi um exemplo para a sua equipe.
Este texto é inspirado e dedicado a Maria Natalina Tobaldine Roncato, a Vó Natalina, mulher, mãe, avó e sogra, que liderou uma família de empreendedores e deixou como legado o amor, a persistência e o carinho para com as pessoas.
Vieira Junior, jornalista, pós-graduando em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas (IBE Conveniada FGV)

Fique por dentro

Assine nossa Newsletter e receba as novidades por email
// Acesso rápido
Get in touch

872 Arch Ave. Chaska, Palo Alto, CA 55318
[email protected]
ph: +1.123.434.965

Work inquiries

[email protected]
ph: +1.321.989.645