CEO 2016

Inovação é a saída e a opção de líderes para atravessar as dificuldades de 2016

Inovar e transformar o negócio tem sido a orientação de líderes de grandes companhias como Magazine Luiza, 3M, Mastercard, Intel e Acrefi para atravessar a crise em 2016. As saídas são sobretudo no digital, ambiente do qual não é mais possível ficar fora, segundo a presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza, durante o V Seminário Perspectivas Comerciais e Econômicas, na Amcham.

Veja como alguns empresários têm lidado com as mudanças em suas organizações:

Segundo a empresária, 57% dos que navegam no site ou pelo aplicativo vão até uma loja física. “Nós queremos sair de uma empresa física com uma área digital para uma empresa digital com pontos físicos”, afirma.

Os vendedores também foram liberados para fazerem seus próprios vídeos de propaganda e postarem nas redes sociais. Também com o objetivo de aumentar as vendas, os 800 funcionários da área administrativa ganharam códigos para efetuar vendas. “Os que mais venderam foram os da área financeira”, conta a executiva.

Para Luiza, o que vai livrar os negócios de virarem “commodities” será o foco em pessoas. “Inovação e atendimento vão distinguir as empresas”, declara.

A Mastercard também dá ênfase na transformação do negócio por meio da tecnologia. “A companhia está deixando de ser empresa de pagamento para ser empresa de tecnologia de meio de pagamento, uma mudança sutil”, define o presidente, João Pedro Paro.

Para ele, a grande mudança está “durante” as vendas, processo também composto das fases “antes” e “depois”. “Temos informações das pessoas, do comportamento. Estamos focados em trazer informações ao consumidor e valor à cadeia”, cita. A grande vantagem do investimento em tecnologia, na opinião dele, é a de que o brasileiro é “permeável à inovação.” Para o executivo, a internet das coisas vai representar a segunda grande revolução digital na sociedade e nos negócios.

O cenário econômico que se projeta para o ano põe as empresas diante de questões que devem nortear seus processos.

O executivo da 3M afirma que as empresas precisam agir com criatividade em todas as áreas do negócio, com economia de despesas para ficar em outras ações. “Definimos ter um crescimento eficiente e controlar o que se pode controlar para navegar em economia turbulenta. É preciso ser defensivo e ofensivo”, comenta.

A inovação é a chave para a companhia, diz Lopez, com a qual é possível entregar valor e solução aos clientes, em vez de apenas produtos.

Um celeiro de networking e troca de experiências com formação de alto nivel nesta área é o programa CEO FGV – módulo Estratégia, Inovação e Mudança, promovido pela conveniada IBE Conveniada FGV. Para além do programa, os executivos CEOs se reúnem no fórum CEO Insights para continuarem alavancando seu negócios com o auxílio de seus pares, sempre com a presença de um especialista da área temática escolhido pelos executivos como palestrante e mediador.

Mais informações sobre o programa CEO FGV (19) 3739-6429 ou (11) 4583-8304.

REMOVER TODOS
COMPARE
0