Gestao De Clima Organizacional Por Que Isso E Importante.jpeg

O bom funcionamento de uma empresa exige o alto desempenho de diferentes áreas. Produção, marketing, vendas, compras, finanças, atendimento ao cliente: como numa grande orquestra, é preciso organizar profissionais com diferentes habilidades e competências, mantendo-os motivados e alinhados aos objetivos do negócio, a fim de construir um grande resultado. Mas como fazer isso? Por meio da gestão de clima organizacional!

Neste post, vamos explicar o que é, quais os objetivos e explicar os benefícios que uma boa gestão de clima organizacional proporciona para uma empresa. Boa leitura!

O que é gestão de clima organizacional?

A gestão de clima organizacional busca compreender o nível de satisfação e de motivação dos colaboradores de uma empresa. Esses sentimentos estão diretamente relacionados ao modo com que as pessoas percebem a organização a partir das regras, da cultura, dos costumes e dos relacionamentos interpessoais.

A partir desse diagnóstico, os gestores conseguem compreender o estado anímico de suas equipes, identificar problemas e propor ações de melhorias que retomem a motivação e garantam a produtividade do negócio.

Quais são os benefícios da gestão de clima organizacional?

Uma administração eficiente do clima organizacional proporciona pelo menos 6 benefícios para a empresa. Confira:

Diminui o turnover

Turnover é a métrica que acompanha a rotatividade de colaboradores numa organização. Essa avaliação é importante uma vez que a troca constante de membros da equipe pode ser um sinal de que o ambiente de trabalho não está adequado para o desenvolvimento das atividades.

Nesse sentido, a gestão de clima organizacional atua para melhorar as relações de trabalho e, assim, diminuir o índice de turnover. A prática também desempenha o papel de atrair e reter talentos. Além disso, é possível diminuir os custos atrelados à alta rotatividade.

Processos seletivos, treinamentos básicos e cursos, além do período de adaptação do novo colaborador, são ações cujo investimento pode ser diminuído, permitindo que a empresa foque em procedimentos que produzam valor para a sua atividade-fim.

Aumenta a produtividade

O ritmo de produtividade precisa ser intenso e contínuo para que a empresa consiga alcançar seus objetivos. Contudo, engana-se quem pensa que implementar uma cultura de cobrança e de controles rígidos sobre os colaboradores é o caminho para maximizar os ganhos do negócio.

Aqui temos mais um exemplo de como a gestão eficiente do clima organizacional traz resultados concretos para quem a implementa.

Um ambiente harmônico que disponibiliza ferramentas de trabalho adequadas e que busca fortalecer os laços entre líder e liderados é a base para a construção de uma atmosfera que incentiva a produtividade.

Facilita mudanças estratégicas

Ao longo da vida de uma empresa, existem momentos em que ela precisa se reinventar e adotar novos métodos para se manter lucrativa. Contudo, quem já passou por um processo de transformação corporativa sabe como a mudança é um processo lento e que sofre resistências por parte dos colaboradores.

Nesse sentido, a gestão de clima atua para aumentar e solidificar a confiança dos funcionários nas decisões tomadas pela direção. O objetivo é fazer com que todos se sintam parte do projeto e, portanto, beneficiados.

Isso possibilita que as alterações estratégicas sejam assimiladas de forma muito mais rápida e respaldadas por todos os níveis. O resultado é uma empresa ágil e pronta para enfrentar os desafios impostos pelo mercado.

Engaja os colaboradores

Os colaboradores sabem e compreendem de que forma eles são fundamentais para produzir valor e ajudar a empresa a bater seus objetivos e, consequentemente, fazê-la crescer? Eles seguem as diretrizes e as normas de conduta estabelecidas pela organização?

É outra preocupação da gestão de clima avaliar como os colaboradores se comportam em relação às metas individuais e às de equipes e se eles estão engajados a assumir as suas responsabilidades.

Embora esse acompanhamento seja compartilhado por cada um dos gestores de área, a alta direção deve estar focada no alinhamento das expectativas. Dessa forma, a organização estará empenhada em garantir o “sim” às perguntas que iniciaram esse tópico.

Reduz conflitos internos

Conflitos surgem naturalmente a partir do relacionamento interpessoal. Em grupos profissionais, é preciso administrar egos, ambições, afinidades, expectativas e uma série de sentimentos que podem destruir o ambiente organizacional e levar a empresa ao fracasso.

Há discussões positivas para o andamento do negócio. O debate claro e respeitoso de ideias permite que equipes construam soluções mais ricas e aumentem a chance de sucesso dos projeto que estão sendo executados. Assim, a troca de opiniões deve ser sempre estimulada.

O problema está nos conflitos que contaminam o ambiente de trabalho. Nesse sentido, o objetivo da gestão de clima é evitar que tais situações impactem negativamente o negócio, diminuindo a produtividade e a motivação dos colaboradores. A administração do ambiente busca a transparência nas decisões e nos processos, a fim de extrair o máximo das equipes.

Dissemina a cultura da empresa entre os colaboradores

Missão, visão, valores, regras, objetivos: esses elementos formam a cultura organizacional da empresa. Ela deve guiar as ações em todos os níveis hierárquicos — do CEO até o estagiário. Para ser eficaz, é preciso que os colaboradores a conheçam e, ainda mais importante, a respeitem.

A disseminação da cultura da organização depende muito do engajamento dos líderes. Eles são os responsáveis por resgatar os valores e traduzi-los em ações. Nesse sentido, a alta direção deve providenciar que esses gestores estejam bem alinhados com os preceitos da organização e garantir um fluxo de comunicação contínuo a fim evitar ruídos e informações desencontradas, que originam boatos e podem causar desconforto.

Assim, é dever da gestão de clima organizacional apresentar esse conjunto de normas e estimular a sua aplicação no dia a dia da empresa. Caso seja identificada alguma desarmonia, é preciso resgatar o que não está sendo praticado a fim de realinhar a cultura entre todos os membros da organização.

A gestão de clima organizacional, portanto, é o conjunto de fatores que visa criar um ambiente motivador e harmônico para se trabalhar. Essa prática possibilita que os colaboradores aproveitem ao máximo suas habilidades e mantenham um ritmo de alta produtividade para o negócio. Além disso, a boa administração reduz o turnover, retém talentos, engaja diferentes times, diminui conflitos e contribui para unificar e disseminar a cultura da empresa a todos os funcionários.

Compreendeu a importância de uma gestão eficiente de clima organizacional? Quer conferir mais conteúdos sobre estratégia empresarial? Então assine a nossa newsletter e receba as atualizações do blog diretamente em sua caixa de entrada!

REMOVER TODOS
COMPARE
0