Erros de candidatos durante seleção de emprego

Profissionais de RH apontam erros de candidatos durante seleção de emprego

O site de empregos Catho divulgou nesta terça-feira (03) uma pesquisa realizada com mais de 300 profissionais de Recursos Humanos, apontando os comportamentos que podem prejudicar a performance dos candidatos durante o processo seletivo. O levantamento traz cinco questões fundamentais levantadas pelos recrutadores, que vão desde a análise do currículo até o momento da entrevista, passando pelas áreas comportamentais, verbais e até de aparência.

A falta de interesse e de entusiasmo foram apontados como o aspecto mais prejudicial na hora da entrevista, recebendo 67% dos votos dos profissionais participantes.

Os recrutadores consideram o fato do do entrevistado não olhar nos olhos durante a entrevista como o ponto mais negativo no quesito expressão corporal. Essa foi a opção escolhida por 85,3% dos profissionais participantes. Má postura (70,1%) e braços cruzados (38,5%) completam o TOP 3 do ranking.

O candidato deve tomar muito cuidado com gírias, apontado por 67% dos entrevistados como quesito que causa má impressão. A falta de clareza ao se expressar e os erros gramaticais tiveram respectivamente 55,9% e 51,3% na lista.

No quesito vestimenta e apresentação pessoal, as mulheres devem se preocupar com o comprimento das roupas e maquiagem muito pesada. Para os homens, os aspectos considerados incorretos são vários. Ganham destaque nessa lista o fato de ir à entrevista vestido com camisetas de time, barba por fazer ou excesso de acessórios.

Sobre os itens que os recrutadores consideram mais importantes na hora de analisar o currículo: A maioria (85,6%) considerou mais relevante a descrição das experiências anteriores. Seguido de formação acadêmica (56,1%), e objetivo profissional (47,8%).

É recomendado que o candidato fique atento durante a sua argumentação, evitando assim alguns deslizes comuns, como ficar disperso durante a entrevista ou perguntar logo de início sobre o salário e os benefícios, por exemplo.  “A remuneração é importante, no entanto, antes de fazer este tipo de questionamento o profissional deve mostrar interesse pela oportunidade, empresa e trabalho que será realizado”, observa a gerente de Desenvolvimento da Catho, Angélica Nogueira.

Fonte: Administradores

Fique por dentro

Assine nossa Newsletter e receba as novidades por email
// Acesso rápido
Get in touch

872 Arch Ave. Chaska, Palo Alto, CA 55318
[email protected]
ph: +1.123.434.965

Work inquiries

[email protected]
ph: +1.321.989.645