Sitenoticia

Empresas buscam mais profissionais generalistas

JAN072016
EMPRESAS BUSCAM MAIS PROFISSIONAIS GENERALISTAS

 

Professora da IBE Conveniada FGV explica que mercado está em alta para aqueles que conseguem fazer o ‘algo a mais’, além da área de especialização
“Especializar-se é preciso”, explica a professora da IBE Conveniada FGV, Ligia Molina, especialista em Gestão de Pessoas, Liderança e Coaching Executivo. Porém, o mercado de trabalho hoje, pressionado pela crise econômica, exige o “algo a mais”. “Depende muito do porte da empresa e do desafio, mas de modo geral, os profissionais generalistas, multitarefas, estão sendo os mais procurados”, garante.
Segundo ela, os impactos do cenário da economia são bastante significantes com o número de vagas abertas caindo muito e os salários sendo rebaixados. Para exemplificar, Ligia Molina conta que, há cerca de dois anos, quando o mercado ainda estava aquecido, era possível contratar certos tipos de gerentes por um salário de R$ 12 mil. Atualmente, para a mesma função, as empresas oferecem o equivalente a R$ 8 mil. “Por outro lado, temos excelentes profissionais disponíveis e algumas organizações estão aproveitando para contratar os melhores”.
É que as pessoas são contratadas pelo que elas sabem fazer de melhor, mas na maioria das vezes são desligadas pelo seu comportamento. “Por isso, o pessoal de recursos humanos já está de olho naqueles que estejam dispostos a fazer algo a mais, que busquem melhoria de processos, redução de custos, aumento de lucratividade e que compartilhem conhecimentos além de buscarem aperfeiçoamento constante”, afirma Ligia Molina.
Os profissionais generalistas possuem um perfil diferenciado, com olhar mais amplo e experiência mais abrangente. “Geralmente, eles trazem novas ideias e estão acostumados a transitar em diferentes departamentos, conseguem trabalhar em equipe, sabem se comunicar corretamente e aceitam opiniões diferentes”.
Em alta
Para 2016, as profissões em alta são as com foco maior em tecnologia, finanças, saúde e agricultura. “Novas descobertas, novas ferramentas tecnológicas que ajudem na melhoria do dia a dia são sempre bem-vindas, ainda mais com uma geração ávida por conhecimento e novidades. Por isso, existe e sempre existirá espaço para esses profissionais”, destaca a professora.
A busca por profissionais das áreas de finanças aumentou e segue essa tendência. Em períodos como o que o Brasil vive, os especialistas em vários níveis das áreas financeiras se tornam estratégicos dentro das corporações.
Profissionais da saúde em diversos segmentos, desde atendimento à pesquisa, também continuam sendo procurados e, segundo Ligia Molina, com a população envelhecendo, novas doenças e epidemias surgindo, “eles são e serão bastante solicitados”.
Com um apelo global ecológico muito forte e campanhas pela responsabilidade social e ambiental, as empresas também estão precisando e vão continuar em busca de profissionais de meio ambiente.  Outro setor que continua firme e forte na economia é a agricultura. Um país fundamentalmente reconhecido por esse setor continua mantendo literalmente suas raízes e, com apoio de novas técnicas, estudos e tecnologia, vai seguir contratando.
REMOVER TODOS
COMPARE
0