Empreendedorismo Em Tempos De Crise

Segundo Albert Einsten, “é na crise que nascem as invenções, os descobrimentos e as grandes estratégias”. Empreender é parte do espírito do brasileiro. Sonho de muitos, a abertura de um negócio próprio é sinônimo de liberdade e conquista pessoal. A pandemia de Covid-19 trouxe inúmeras dúvidas e indefinições em vários e profundos aspectos, e a iniciativa de “virar o dono do próprio negócio” é uma dessas dúvidas. Mas, afinal, é possível praticar empreendedorismo na crise? A resposta é sim!

A crise pode atrapalhar na economia, mas ela também pode se tornar sua grande aliada ao abrir o negócio certo. Desde 2015, a taxa de empresas criadas no país vem apresentando alta atrás de alta, sendo de 39,3% no início da recessão da crise que assolou o Brasil, em meados 2013 e 2014. O dado é da pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM), patrocinada pelo Sebrae, que também indicou que 4 a cada 10 brasileiros estavam envolvidos na criação de uma companhia no período.

Indicando a persistência, o empreendedorismo por oportunidade e a determinação nacional, em 2016 houve uma alta de 20% a mais do que no ano anterior, e em 2017, idem. Nesse mesmo ano, a arrecadação do Simples Nacional acelerou o ritmo ao expandir 15,5%, R$ 83,809 bilhões ante 2016, refletindo o avanço do empreendedorismo por necessidade e a lenta recuperação da economia do país.

O Sebrae pontua, frequentemente, os principais negócios do momento. Com base nos estudos do ano de 2019, diversas áreas são apontadas como principais para se investir, sendo: alimentos e bebidas; vestuário; serviços de saúde; produtos/serviços inovadores; serviços de reparação; estética/beleza; serviços especializados; informática e construção.

Com tantas opções, a dica, segundo especialistas, para tornar o empreendedorismo em tempos de crise mais fácil, é ter foco, dedicação e um bom planejamento. Mas antes de qualquer coisa, é necessário acreditar no próprio negócio e oferecer aos seus clientes o que eles procuram e desejam. A seguir, confira mais dicas de como iniciar um negócio na crise.

 

Empreendedorismo: Planejamento do negócio

Em momentos de baixa da economia, planejar as despesas e reduzir os custos ao máximo é essencial. Sem planejamento e visão de futuro a empresa pode ficar estagnada, sem possibilidades de sobrevivência.

 

Entenda o mercado e a sua ideia

O primeiro ponto é entender a sua ideia, medir o tamanho do mercado, as possibilidades de aplicação e qual é a forma mais rápida de fazer o seu negócio lucrar e trazer bons resultados. Lembre-se: não é possível criar o seu próprio negócio sem antes entender a sua viabilidade e aceitação no mercado.

 

Resiliência faz a diferença

Abrir um novo negócio sempre gera um certo nervosismo, ainda mais em épocas de crise. Nesse momento, é preciso ser adaptativo, ágil, pensar fora da caixa, focando os investimentos no que de fato importa. Empreender requer otimismo para os ‘nãos’ ao longo do caminho.

 

Estude a concorrência e os clientes

Requisito básico para qualquer empreendedor é conhecer a sua concorrência e como fidelizar os seus clientes. Conheça os pontos fortes e fracos dos concorrentes e as oportunidades e ameaças que seu negócio irá enfrentar com a competição.

 

Acompanhe os números do mercado

A partir do momento que o pontapé inicial no negócio for dado, é preciso acompanhar os resultados para avaliar o andamento do empreendimento. Observe o retorno de cada ação que sua empresa faz.

 

Não tenha medo de errar

No começo do empreendedorismo, algumas falhas poderão acontecer até que todos os pontos estejam certos e alinhados. Portanto, estar sujeito a erros é normal para qualquer negócio e todos devem ser considerados.

Agora que você já conferiu as principais dica de como planejar o seu negócio, veja 4 ideias de atuação em diferentes setores. Inspire-se:

  1. Venda de cosméticos

Muitas pessoas costumam gastar menos em momentos de crise, mas o setor de beleza não costuma ser afetado. Isso porque o consumo de produtos como perfumes, maquiagem e higiene pessoal não diminuem. E não são apenas as mulheres que gastam nessa área. Os homens também estão desembolsando cada vez mais dinheiro com produtos de beleza.

  1. Franquias

Esse é mais um setor que tem crescido bastante no cenário de empreendimentos. Ou seja, ideal para quem está sem ideias de negócios. Só no 2° semestre de 2019, o mercado de franqueamento cresceu mais de 11% e tem sido a salvação de muitos que estão sofrendo com desemprego e falta de dinheiro. Muitas pessoas têm optado por esse ramo, pois as chances de dar certo é maior, mais do que um negócio próprio. Escolher uma marca conhecida, então, é ainda melhor para conseguir sucesso com o negócio.

  1. Empresas digitais

Com a internet, abrir um negócio ficou muito mais fácil. E em tempos de crise, essa é uma opção para quem não tem muito dinheiro para investir, mas quer abrir um negócio. Nesse caso, é possível economizar em alguns quesitos. Por exemplo: locação luz, e água. Além disso, vender por meio da internet permite que você alcance diversos públicos de várias regiões do país, dependendo apenas do seu negócio.

  1. Conserto e manutenção de produtos

Se você é o tipo de pessoa que gosta de consertar os móveis ou eletrônicos quando eles quebram, saiba que essa pode ser uma ótima área para investir. Em momentos de crise, grande parte da população passa a comprar menos e começa a consertar quando um produto em casa quebra. Por isso, invista nesse setor de reparos, tanto de carros quanto de móveis e de aparelhos eletrônicos.

 

Lembre-se, com um planejamento sólido e uma estratégia bem desenvolvida, é possível abrir o próprio negócio, mesmo em épocas de crise. Gostou das informações e dicas do blog? Confira outros conteúdos aqui.

Gestão de pessoas: a importância de retenção dos colaboradores

A sua empresa está preparada para a Gestão 4.0?

 

IBE Conveniada FGV

 

Referências:

https://revistapegn.globo.com/Opiniao-Empreendedora/noticia/2018/04/empreendendo-durante-crise-o-que-adversidades-podem-ensinar.html

http://cboffice.com.br/blog/2018/11/as-10-melhores-dicas-de-como-empreender-na-crise/

https://financeone.com.br/6-ideias-de-negocios-empreender-crise/

REMOVER TODOS
COMPARE
0