Mulher Com Máscara Se Protegendo Do Coronavírus Covid-19
O novo coronavírus e os impactos globais: estamos preparados?

Em um cenário de medo e instabilidade, por um lado os governos divergem nas medidas contra a pandemia inesperada e, por outro, a população se divide sobre o que é melhor fazer. A verdade é que está em jogo a saúde pública e a sobrevivência de empresas e famílias diante do aparecimento do coronavírus SARS-CoV-2, causador da infecção respiratória Covid-19, que pegou todo mundo de surpresa.

Hoje (27), são 3.417 casos confirmados do novo coronavírus no Brasil com 92 mortos, 58 deles em São Paulo. Segundo especialistas, o avanço da doença está acelerado no país. Desde o primeiro contágio confirmado até hoje se passaram 25 dias. Os primeiros 1.000 foram detectados de 26 de fevereiro a 21 de março. No entanto, os outros 2.000 casos foram confirmados em apenas seis dias, de 21 a 27 de março.

Os dados foram atualizados por volta das 16h desta sexta-feira, de acordo com o balanço das secretarias de saúde.

Entre o caos nas empresas que realocaram funcionários, deram férias coletivas e trabalham em esquema de home office e o vazio das ruas, trabalhadores temem a doença, mas sofrem com temor de serem infectados junto com suas famílias. A letalidade do vírus e a facilidade de contágio assombra todo o mundo.

É certo que o pico da pandemia ainda não chegou. Mas, ainda é impossível prever como o surto global vai evoluir. A única certeza que existe entre ambos os lados é que, hoje, somente um esforço conjunto pode evitar uma crise econômica como não se vê há quase um século. O que, fatalmente, não irá acontecer com a desunião dos setores.

 

Veja o resumo da sexta-feira, de acordo com o jornal El País

  • Passageiros de voos internacionais terão temperatura medida ao desembarcar em Guarulhos.
  • Governo brasileiro anuncia linha de crédito para financiar salários de pequenas e médias empresas.
  • Papa Francisco abençoa o mundo em isolamento, em uma homilia sozinho na praça São Pedro.
  • França e Bélgica prolongam o isolamento por mais duas semanas.
  • Itália registra 969 mortos em um dia, o maior número desde o início da crise.
  • Boris Johnson, premiê do Reino Unido, está com Covid-19.
  • Bolsa brasileira registra forte queda nesta sexta-feira.
  • Suíça chega a 207 mortos e 12.311 infectados pela Covid-19 no país.
  • Portugal consegue atenuar crescimento de casos da Covid-19.
  • Argentina amplia restrições de entrada no país.
  • Vírus chega a área do Congo atingida pelo ebola.
  • Número de mortes na Espanha volta a aumentar nas últimas 24h.

 

FGV disponibiliza conteúdo de seus pesquisadores

coronavpirus websérie

Com o objetivo de discutir de que forma a pandemia do novo coronavírus (COVID-19) tem afetado a sociedade brasileira em suas mais diversas vertentes, a Fundação Getulio Vargas lança a websérie FGV – Impactos do COVID-19. Os dois primeiros episódios já estão disponíveis. O primeiro deles fala sobre como a pandemia afeta as políticas educacionais, com a especialista em educação e diretora do Centro de Inovação em Políticas Educacionais (FGV CEIPE), professora Claudia Costin. Já o segundo traz o diretor da Escola de Direito de São Paulo (FGV Direito SP), professor Oscar Vilhena Vieira, que aborda o papel do Direito em tempos de coronavírus.

 

Coronavírus e as políticas educacionais, com Claudia Costin:

A pandemia da COVID-19 causou uma crise sem precedentes na educação mundial. Segundo a Unicef, 154 milhões de crianças e jovens estão sem aulas na América Latina devido ao coronavírus. Grande parte desse contingente está no Brasil. Todos os estados, além do Distrito Federal, tomaram medidas que vão desde a antecipação do recesso escolar até a suspensão das atividades escolares por tempo indeterminado. Diante do cenário atual, Claudia Costin demonstra preocupação com a possibilidade de milhões de alunos de todo o país ficarem muito tempo sem aula.

“Precisamos colocar muita ênfase na aprendizagem de todos. Apenas 29% dos jovens do 3º ano do Ensino Médio possuem aprendizado adequado em português e apenas 9,1% em matemática. É claramente insuficiente. Nesse esforço, lidar com a possibilidade de os alunos ficarem muitos dias sem aula é assustador. Quando terminar esse tempo de reclusão com as famílias nós vamos pagar um preço muito alto”, aponta Claudia Costin.

Link: https://youtu.be/sLePpY5SUvQ

 

O papel do Direito em tempos de coronavírus, segundo Oscar Vilhena Vieira

Na análise do professor Oscar Vilhena, ele destaca que são duas as funções fundamentais das ciências jurídicas: garantir a dignidade humana e estabilizar as expectativas.

“A dignidade humana e o direito à vida impõem, hoje, ao Estado brasileiro, que não deixe ninguém para trás. Ou seja, que faça tudo que for necessário para socorrer e atender especialmente aqueles que são mais vulneráveis. A segunda função é estabilizar as expectativas, para evitar que oportunistas tomem decisões que sejam contrárias ao interesse público. É fundamental que haja clareza daquilo que não pode ser feito, dos direitos que não podem ser violados”, destaca.

Link: https://youtu.be/nY3_yyn4rc8

 

Inteligência emocional

Também já está disponível o link para acessar o webinar “Sua gestão do tempo e inteligência emocional em época de crise”, realizado ontem com a professora de gestão de pessoas da IBE Conveniada FGV, Lígia Molina. Assista aqui!

 

Veja mais conteúdos como este no nosso Blog!

Webinar sobre Inteligência Emocional foi o destaque desta quinta-feira

Coronavírus causa impacto expressivo na Confiança do Consumidor de março de 2020

 

IBE Conveniada FGV

 

REMOVER TODOS
COMPARE
0