Construindo a criatividade

Construindo a criatividade

Os especialistas oferecem várias ideias para estimular a curiosidade e expandir a consciência para você e sua equipe formarem uma visão clara do seu desafio criativo. Examine alguns meios:

1. Examine o ritual e as regras: reúna uma pequena equipe e liste os processos intrínsecos na sua empresa. Discuta abertamente por que as regras foram impostas e se as razões que as tornaram necessárias ainda existem.

2. Encontre coisas arrumáveis: Para construir a consciência, programe três minutos e escreva tudo que você pode ver no ambiente ao seu redor que pode ser melhorado. A pequena lasca na tinta no canto inferior esquerdo da sala. Os fios soltos ao lado do projetor, o carpete velho que ainda não foi retirado, o tapete velho na entrada do prédio, o cartazete escondido atrás da geladeira ou as duas lâmpadas queimadas. Esse exercício rápido é um ótimo aquecimento para sessões de brainstorm. Funciona tanto individualmente quanto em equipes.

3. Nomeie: seja criativo nomeie tudo que for possível: a sala, wc, arquivo. Certifique-se de que os nomes sejam divertidos, sugestivos, sedutores ou uma combinação dessas qualidades.

4. Aja como se tivesse 6 anos: crianças de 6 anos tendem a transbordar curiosidade e questionar tudo. Elas dizem tudo. Gostam de brincar de faz de conta e sua imaginação é ilimitada. Você não pode agir como criança o tempo todo: tem que administrar a empresa, ser pai e pagar as contas. Porém agende uma sessão de duas horas semanais para colocar-se no estado mental de uma criança de 6 anos. Se você tiver um filho com essa idade, melhor. Passe algum tempo brincando com uma criança e veja se consegue aprender um pouco sobre como aborda seu ambiente e como ela é impulsionada por sua curiosidade e imaginação.

5. Inunde a casa para apanhar o rato: use uma sessão de brainstorm para inventar uma ratoeira melhorada. Comece questionando e desafiando tudo. Por que uma ratoeira precisa de uma mola? Que outros meios existem para pegar um rato? Quanto mais radicais e inovadores seu pensamento e idéias forem, melhor. Por exemplo: e se inundássemos a casa colocar o rato para fora? Não, você não inundaria uma casa para matar um rato, mas talvez você invente uma ratoeira que aprisione ratos em uma armadilha de água.

O objetivo é levar você e sua equipe além das fronteiras normais e deixar sua imaginação correr solta. Você sempre pode pegá-la de volta quando precisar. Pode parecer irrelevante, mas o treinamento para o exercício da criatividade é vital. Através da curiosidade, da consciência e da associação podemos ativar fortemente nosso plano mental.

ÁLVARO ZOMIGNANI economista, pós-graduado em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas

Fonte: Jornal de Jundiaí

Fique por dentro

Assine nossa Newsletter e receba as novidades por email
// Acesso rápido
Get in touch

872 Arch Ave. Chaska, Palo Alto, CA 55318
[email protected]
ph: +1.123.434.965

Work inquiries

[email protected]
ph: +1.321.989.645