Comunicação: competência necessária para qualquer função
 
 Viviane Gonzalez
Se há alguns anos, comunicar-se bem era requisito importante para algumas funções, atualmente, a comunicação é necessária em todas as funções e fundamental, em alguns casos. Já houve um tempo quando o colaborador bom era aquele que nem parava para um café. Como um robô, entrava e saía da empresa, mal cumprimentava os pares, superiores ou subordinados, cumprindo apenas uma rotina engessada.
A boa comunicação deixou de ser pré-requisito básico e passou a uma competência fundamental para se destacar no mercado e alavancar a carreira. Hoje a realidade é que não há trabalho sem interação e para o sucesso profissional é imprescindível saber se comunicar.
Em tempos de negócios altamente dinâmicos, competitivos e vorazes, o colaborador que possui essa competência é muito mais valioso para a empresa. Assim, se alguém deseja galgar posições, conquistar respeito e alcançar resultados, precisa, antes de tudo, saber se comunicar.
Aquele que apesar de desempenhar um ótimo trabalho, seja com números, relatórios ou planilhas, não souber se relacionar, comunicando-se, diariamente com o capital humano da organização, não se destacará. Não adianta ter uma boa ideia, um ótimo produto e resultados animadores, se você não souber falar sobre ele, se não souber convencer e motivar o time.
Na mais moderna concepção de ambiente corporativo é muito difícil um profissional que atua sem equipe. E ainda que ele seja o único em um departamento ou desenvolvendo aquela função, terá de reportar-se a outros, relacionar-se com outros grupos ou setores.
Mas, longe de falar muito ou discursar em público, a comunicação envolve a transmissão e compreensão de algo, de forma clara e objetiva, sem prolixidade e complexidade. Por isso, a competência pode ser um dom nato ou uma qualidade a ser aprimorada com treinamento e qualificação.
Há cursos e empresas aptas a treinar o profissional, mas a melhor técnica para desenvolver a habilidade é prática. É preciso identificar a necessidade de aprimoramento e enfrentar a situação. Comece o mais rápido possível, não será fácil no início, mas treine incessantemente e a evolução será gradativa e perceptível.
Algumas dicas são fundamentais
Tenha em mente o que você quer e deixe isso claro para a pessoa
Tenha amplo domínio do assunto
Crie uma linha de raciocínio com início, meio e fim
Não seja prolixo, mas assertivo
Perca a timidez e enfrente a situação

 

Viviane Gonzalez é consultora de RH com ampla experiência em Executive Search para todos os segmentos da indústria. É graduada em Administração de Empresas pela PUC-RS e tem MBA em Marketing pela FGV.
Fonte: Panorama de Negócios
REMOVER TODOS
COMPARE
0