Como Se Preparar Para O Futuro Do Trabalho.jpeg

O acelerado avanço da tecnologia vem trazendo mudanças a todas as esferas do cotidiano das pessoas, e com a vida profissional não é diferente. O mundo está cada vez mais hiperconectado, com robôs e mecanismos de inteligência artificial automatizando tarefas que antes eram desempenhadas pelo seres humanos — o que fará toda a diferença no futuro do trabalho.

A tendência é que muitas profissões sejam extintas, principalmente aquelas cuja base de atividades é formada por tarefas operacionais. Em contrapartida, novas profissões surgirão, com demandas muito diferentes das exigidas atualmente. Por isso, é fundamental entender desde já quais serão os pré-requisitos para se tornar um profissional valorizado nesse novo cenário.

Pensando nisso, montamos esse guia com algumas dicas fundamentais para você se preparar para o novo mercado de trabalho. Você verá quais habilidades técnicas e comportamentais farão de você um talento desejado pelas empresas do futuro. Interessado? Acompanhe o post!

Adquira visão sistêmica

Profissionais comprometidos apenas com a execução das próprias tarefas, sem se preocupar com o funcionamento do negócio como um todo, serão engolidos pelo mercado de trabalho. Não haverá mais espaço para colaboradores que não se empenham em conhecer o que se passa antes e depois da entrega de suas tarefas.

Essa visão compartimentada deverá ser substituída pela visão sistêmica. Ou seja, os membros da equipe precisam saber, pelo menos, o básico sobre a atuação de todos os departamentos da organização, bem como adquirir conhecimentos sobre o mercado e a concorrência.

Dessa forma, cada profissional consegue ter noção exata de como seu desempenho influencia os outros fluxos de trabalho, o que aumenta a eficiência dos processos internos. Além disso, esse comportamento possibilita uma atuação mais estratégica, algo essencial em uma realidade na qual atividades meramente operacionais serão cada vez mais raras.

Tenha foco na solução de problemas

Se hoje as mudanças são cada vez mais constantes e radicais, o mesmo acontece com o surgimento de problemas. Por isso, mais do que anos de experiência, o mundo corporativo valorizará mentes capazes de resolver essas questões de forma rápida e criativa.

Soluções inovadoras são as que geram mais economia, eficiência e qualidade, o que ajuda o negócio a ganhar relevância no mercado. Para que esse tipo de ideia apareça, é necessário contar com talentos que não tenham medo de arriscar, pensem fora da zona de conforto e tenham iniciativa para encontrar saídas para o alto volume de obstáculos que aparecerão no dia a dia.

Seja engajado na cultura da empresa

A busca de um propósito na vida profissional é uma das maiores tendências do mercado de trabalho nos últimos anos. Com a diminuição do volume de tarefas mecânicas, o envolvimento com a estratégia e os objetivos da empresa tende a se tornar cada vez maior, o que exige um alto grau de engajamento na cultura organizacional.

O alinhamento entre o perfil do funcionário e o perfil da companhia é fundamental para que sejam desenvolvidas soluções realmente relevantes para o negócio. Se o colaborador não acreditar 100% na atividade da empresa na qual trabalha, os resultados também não alcançarão seu potencial máximo.

Valorize o trabalho colaborativo

O trabalho em equipe já é uma característica que os profissionais de RH buscam há muitos anos nos processos de recrutamento, mas ainda é algo que precisa ser praticado de forma mais ampla no dia a dia das empresas. Afinal, se conhecer o funcionamento de todos os departamentos é importante, estar disposto a contribuir ativamente com os colegas também é.

O crescimento dos espaços de coworking, sobretudo nas grandes capitais, é uma tendência que comprova essa necessidade. Esses locais estimulam a convivência de profissionais de diferentes áreas de atuação no mesmo ambiente, o que aumenta a troca de experiências e favorece o surgimento de ideias inovadoras.

Seja adaptável

Em um cenário profissional no qual tudo pode mudar de uma hora para outra, ter a habilidade de se adaptar rapidamente a novos contextos é obrigatório. A forma como um produto é feito, a estratégia de marketing ou até mesmo o plano de negócios inteiro de uma organização podem ser alterados em curtíssimos intervalos de tempo.

A maior prova de que as mudanças no mercado estão cada vez mais intensas é o fato de que hoje usamos, no nosso dia a dia, tecnologias que há dez anos sequer existiam, como Uber e Airbnb. Da mesma forma, daqui a cinco anos provavelmente teremos incorporado ao nosso cotidiano produtos e serviços revolucionários que ainda não foram criados.

Por isso, quem souber fazer uma boa leitura de cada situação, traçando novas estratégias de acordo com a necessidade, certamente será mais valorizado no futuro do trabalho.

Prepare-se para o home office

A possibilidade de se comunicar online e armazenar arquivos na nuvem vem preparando o terreno para o avanço do home office. Atualmente, muitas empresas já adotam esse sistema, e a tendência é que nos próximos anos a maioria dos profissionais esteja trabalhando remotamente na maior parte do tempo.

Isso significa que cada vez mais os funcionários estão sendo avaliados pelos resultados que entregam, e não pelo tempo que permanecem no escritório. Por isso, é preciso estar preparado para ser produtivo mesmo sem a presença física de um gestor. Nesse caso, habilidades como autonomia e organização serão essenciais.

As vantagens desse modelo de trabalho são muitas. Uma das maiores é a redução de custos para a empresa, já que são eliminados gastos com infraestrutura e transporte dos colaboradores.

Além disso, abre-se a possibilidade de reunir equipes de trabalho cujos membros estejam em diversas partes do mundo, sem necessidade de longas viagens. E não estamos falando apenas de reuniões por videoconferência. Montar times multidisciplinares com os profissionais certos também se torna muito mais fácil, já que a busca por talentos perde a limitação da localidade.

Essas foram as nossas dicas para você se preparar para o futuro do trabalho. Agora que você já conhece as exigências do novo mercado, faça uma reflexão: “quais dessas habilidades eu tenho?”, “quais eu ainda preciso desenvolver?”. Com isso, você poderá montar um plano de ação efetivo e se tornar um talento atraente para as organizações.

Gostou do artigo? Não se esqueça de compartilhá-lo nas suas redes sociais. Quanto mais pessoas tiverem acesso a esse conhecimento, mais qualificado se tornará o nosso mercado de trabalho!

REMOVER TODOS
COMPARE
0