Saiba como líder deve agir para influenciar seus colaboradores

No universo organizacional, a liderança é considerada um aspecto primordial para a condução de um negócio e para o bom desempenho de uma atividade. Bons líderes, que conseguem incentivar suas equipes para que elas busquem os melhores resultados pessoais e organizacionais, organizam os processos de uma forma que beneficiem a todos. E eles, além disso, devem estar atentos ao clima da empresa.

Atualmente, fala-se muito do papel da liderança como promotora da sinergia interna, já que o desempenho de uma organização e, consequentemente, dos colaboradores, depende do engajamento de todos em prol de um objetivo único.

Qual é a importância da disponibilidade de informações e conhecimentos para um colaborador na hora que ele precisa? E como a liderança pode fomentar esse processo a fim de conseguir influenciar seus colaboradores?

O líder deve dar o exemplo e garantir que as informações, conhecimentos e aprendizados necessários para o desempenho de uma função e  tomada de decisão sejam transmitidos da melhor forma. Tem de ter ainda um cuidado para que o processo de comunicação seja efetivo.

Todo colaborador detém informações, conhecimentos e aprendizados que agregam valor à gestão da empresa. Na medida em que se promovem práticas que estimulam a comunicação entre a liderança e os colaboradores, o processo flui melhor, resultando em uma empresa ágil, eficiente, diminuindo os erros e a necessidade de retrabalho, resultados da ausência de informação.

A atitude também promove os sentidos de pertencimento e de propósito no colaborador, que acaba produzindo melhor. A liderança deve ter em mente que nem tudo o que se lê se entende. Nem tudo que é falado é ouvido, nem tudo que é ouvido é escutado, nem tudo que é escutado é compreendido e nem tudo que é compreendido é praticado.

A efetividade da comunicação tem de ser vista do ponto de vista do receptor, que tem de entender e validar aquela informação para assegurar que a mensagem seja de fato interpretada, compreendida e disseminada, se for o caso.

Conheça, abaixo, alguns aspectos que auxiliam para que cada colaborador dentro de uma organização disponha das informações e conhecimentos para exercer bem sua função:

– Compartilhe conhecimentos e comunique resultados, metas, elogios, críticas e aprendizados da forma mais assertiva possível; celebre resultados e conquistas e evite que áreas da empresa se transformem em silos de informação, gerando uma competitividade hostil, que acaba impedindo com que todos se desenvolvam;

– Atente-se para a forma de comunicação, que pode acontecer de cima para baixo, de baixo para cima e lateralmente, entre pares e áreas. Assegure para que todas as partes que podem ser beneficiadas ou afetadas pela informação a recebam, para que possam desempenhar suas atividades com autonomia e alicerçadas em dados e fatos;

– Certifique-se que exista confiança entre as partes. Estabeleça um ambiente de cooperação que exija atenção permanente nas pequenas ações de cada um, promovendo a transparência e a maturidade das relações. O bom exemplo ainda é a melhor maneira de estabelecer a confiança e de ser uma liderança inspiradora;

– Escute opiniões, sugestões ou críticas, as quais devem ser avaliadas e tratadas. É importante ainda dar um retorno às contribuições recebidas, bem como sobre as questões que envolvem o clima da empresa e a realização das atividades e dos processos;

– Promova um ambiente no qual as pessoas sintam condições de se expressar livremente, no qual suas contribuições sejam tratadas com o devido respeito;

– Assegure a capacidade de interpretação das informações recebidas por todos. Além de informações de cunho técnico-operacional, é igualmente importante compartilhar com todas as partes informações relacionadas aos comportamentos e às atitudes desejadas;

– Garanta que todos se sintam corresponsáveis pela realização dos objetivos e metas comuns;

– Faça uso de múltiplos canais para interagir e prover informações aos colaboradores, considerando que as pessoas possuem diferentes estilos de aprendizagem, explorando tanto recursos visuais como auditivos.

Fonte: Revista PEGN

REMOVER TODOS
COMPARE
0