Como fazer os outros lhe seguirem mediante exemplo

Como fazer os outros lhe seguirem mediante exemplo – Muitos lideram pelo exemplo. Infelizmente, não são todos que seguem o exemplo que você instituiu, especialmente, se você for novo na organização. Desse modo, é possível melhorar isso entendendo o contexto e vocabulário, ademais das possíveis mudanças nas estruturas, narrativas e processos da organização.

Um dos meus principais insights, enquanto executive onboarding, ao longo da última década foi o de identificar a vantagem de convergir antes de evoluir. Ninguém irá segui-lo para lugar algum a qualquer momento, até você ter conquistado o direito de liderar. Isto posto, considere esses cinco passos:

  1. Entenda os atuais comportamentos, relacionamentos, atitudes, valores e o ambiente;
  2. Aprenda a utilizar o vocabulário deles, não o seu;
  3. Acrescente novas estruturas para estimular novos pensamentos;
  4. Reforce a narrativa e as conexões emocionais;
  5. Modifique processos visando desenvolver uma iniciativa para a mudança.

Entenda o estado atual

Toda mudança significativa possui um componente cultural. A maior parte relacionada à convergência é a construção de um entendimento sobre a cultura presente. Assim, se pergunte as cinco questões mais importantes para Líderes CORAJOSOS (BRAVE leaders), almejando entender o comportamento da organização, os relacionamentos, atitudes, valores e o ambiente.

Aprenda o vocabulário deles

Toda organização possui um vocabulário próprio. Algumas chegam até a publicar glossários com os anacrônicos mais usados. No entanto, palavras comuns possuem diferentes significados dependendo da organização. Uma vez, um cliente marcou uma reunião comigo. Quando eu cheguei no escritório dele no horário, ele me perguntou o que eu estava fazendo lá. “Reunião” na linguagem dele significava uma ligação. De toda forma, não lute contra o vocabulário. Adote-o.

O mesmo vale para os valores. Vocabulário e valores são fundacionais e enraizados.

Adicione estruturas

Cada organização possui a sua própria estrutura de pensar sobre as coisas. Algumas são explícitas. Outras, implícitas.

O que acaba tornando este o ponto mais fácil de intervenção da lista. Visto que, você pode fazer com que as pessoas pensem a respeito de algo mediante a introdução de novos modelos. Ao fazer isso, não quer dizer que você acredite que há algo errado com o que eles estão fazendo ou pensando (o que seria ameaçador). Mas que, novas estruturas direcionam a diferentes insights e, potencialmente, a novas escolhas e comportamentos (causando o empoderamento). A rede começa aqui.

Reforce a narrativa

Na última CEO Connection – CEO Boot Camp, Holley Murchison, da Oratory Glory, conduziu uma poderosa discussão sobre a importância da narrativa. Seguem alguns dos pontos principais:

  • Nós nos comunicamos por meio de histórias.
  • A característica de uma boa história é a emoção.
  • A sua narrativa/história é uma forma de comunicar o porquê de você estar aqui, o que estamos tentando conquistar e como nós vamos nos conectar para conseguir isso.
  • Comece pensando sobre a sua audiência e como você pode criar espaço para ela ouvir a sua história. Seja intencional em fazê-la sentir que a narrativa é sobre ela.
  • Deve existir uma narrativa mestre contada por pessoas diferentes para variadas audiências de distintas formas.
  • Histórias que alimentam a narrativa podem ser construídas com experiências e interesses, valores e crenças, paixões e aspirações, habilidades e conquistas.

Assim, depois de você conseguir engajar a mentalidade deles em uma nova estrutura e pensamento, cative os corações com uma nova narrativa e conexões emocionais.

Modifique os processos

Após mudar a forma em que o trabalho é feito, incorporando novos pensamentos e histórias. Os processos tendem a ser a parte mais difícil de se mudar. Este é o motivo pelo qual você deve enfrentar eles por último e, claro, o porquê de você ter de enfrentá-los de toda forma. Eles são os mais difíceis de mudar, pois lhe possibilitam o envio dos resultados sugeridos mediante a nova estrutura estipulada, conceituada pela nova narrativa. E esses serão ainda mais complexos de se mudar para os outros que desejarem desfazer a estrutura e a narrativa que você implementou.

Essas sugestões estão totalmente alinhadas com as prescrições do meu artigo anterior sobre “Executive Onboarding: a chave para acelerar o sucesso e reduzir o risco em um novo emprego”:

  1. Comece bem. Comece convergindo antes mesmo do primeiro dia, aprendendo sobre a cultura da empresa e iniciando novos relacionamentos.
  2. Gerencie a mensagem, narrativa e as histórias sobre você.
  3. Desenvolva uma equipe, honrando o vocabulário e valores existentes, e introduzindo novos modelos, narrativas, histórias e processos para isso.

Este artigo foi escrito por George Bradt da Forbes, legalmente licenciado pela rede NewsCred Publisher.

Fonte: Content Loop BR

Fique por dentro

Assine nossa Newsletter e receba as novidades por email
// Acesso rápido
Get in touch

872 Arch Ave. Chaska, Palo Alto, CA 55318
[email protected]
ph: +1.123.434.965

Work inquiries

[email protected]
ph: +1.321.989.645