Café e produtividade – Uma relação de séculos

Café e produtividade – Uma relação que vem de séculos e se intensifica cada vez mais! O café está em nossas vidas profissionais desde o momento em que acordamos de manhã, até durante aquela reunião difícil com a equipe, na mesa de trabalho e naquela pausa necessária para repor as energias e voltar com tudo ao expediente.

O café une tribos, ajuda a colocar o papo em dia e, apesar do amargo, deixa as horas mais doces, menos tensas e mais leves. Mas, será que existe uma relação comprovada entre café e produtividade? Quais são os fatores que tornam o tão amado cafezinho uma necessidade do ambiente de trabalho?

Vamos falar um pouco desse assunto, especialmente porque em abril, comemoramos o Dia Mundial do Café. Veja abaixo!

 

Será que o café aumenta a produtividade?

A Cafeína, segundo estudos, se liga aos receptores de adenosina, fazendo com que seja possível causar uma sensação de alerta, de diminuição do sono e maior foco e concentração. Mas, vale lembrar que cada metabolismo reage de uma maneira e que o café pode ser um excelente combustível para uns, enquanto, para outros, pode reativar crises de ansiedade ou até mesmo trazer insônia, especialmente se consumido em excesso ou após às 15 horas. Porém, falando sobre produtividade, vale citarmos alguns pontos onde o café pode, sim, ajudar a otimizar o seu tempo no trabalho. Veja!

 

1- O café é uma ótima justificativa para pausas

Fazer pausas no trabalho é muito importante para ajudar o cérebro a raciocinar melhor e a fazer um processo de “reiniciar”. Muitas vezes, trabalhamos o dia todo sem parar e o cafezinho ajuda nesse momento de relaxamento, nos obrigando a descansar por alguns minutos, diminuindo o estresse e garantindo um rendimento melhor no trabalho.

Então, mesmo quem não gosta de café, acaba se rendendo a ele quando começa a trabalhar em um ambiente onde é possível fazer pequenas pausas para ir à cozinha se servir da bebida fresquinha. E, assim, a produtividade melhora, mesmo que se percam alguns minutos para se servir. Segundo estudos, fica claro que as pausas ajudam muito o cérebro a pensar melhor e a conseguir se concentrar de maneira otimizada. Mas, claro, não exagere no tempo: apenas 10 minutinhos é o suficiente para colher os benefícios.

 

2- O café é um estimulante

Sim, o café estimula o seu cérebro, mas é importante entender como o seu corpo funciona. Como já falamos, cada pessoa tem um organismo diferente e reage de maneiras distintas. Então, obviamente, vale a pena se conhecer e saber seus limites sempre, no intuito de evitar excessos e conseguir manter uma vida saudável.

Dentro dos limites, o café é uma ótima alternativa para se manter acordado e produtivo. Segundo os médicos, a recomendação é que não se ultrapasse a quantidade de 4 xícaras por dia. Mas, a dica é testar qual quantidade faz com que você se sinta melhor e mais produtivo, sem efeitos colaterais negativos, como insônia e ansiedade.

 

Por que as pessoas gostam de tomar café?

Como falamos acima, o café é um estimulante. Mas, mais do que isso, ele é um elo social, uma justificativa para as pausas no meio do dia, para o relaxamento em uma reunião difícil e para um momento de descontração com os colegas de trabalho.

O café é afago, sentimento, respiro em um dia de tensão. Por esse motivo, as pessoas amam o café – mais do que amar café, amam o ritual, a ida até uma cafeteria descolada, o cheiro de manhã que traz à lembrança de casa cheia e pronta para iniciar o dia com toda a energia possível.

Segundo psicólogos, alguns rituais estão mais ligados ao momento em si do que ao que os compõem. Com o café, podemos dizer que há a união entre o poder estimulante e o momento de prazer e de pausa, tão necessários em uma vida corrida, onde ser produtivo é essencial.

Café e produtividade com amigos

Qual a influência do café na sua vida?

Vamos deixar aqui uma reflexão: qual a influência do café na sua vida? Será que ele tem um poder apenas estimulante ou será que há também uma influência emocional no seu momento do cafezinho diário?

Você é daquelas pessoas que não conseguem sair de casa sem tomar café ou é daqueles que esquecem do café por dias e só tomam em situações específicas? Faça essa reflexão e analise se o café é mais do que uma bebida para te manter acordado, mas se é também um momento de encontro com você mesmo e com quem está ao seu redor? Garantimos que, dessa reflexão, você vai encontrar muitas respostas interessantes!

 

Café é saúde, desde que você respeite o seu corpo

Vamos finalizar o texto de hoje com outra reflexão: tomar café é excelente, mas lembre-se de respeitar o seu corpo. Se estiver com dificuldades para dormir, com ansiedade, crises de pânico ou sintomas físicos, como gastrite, evite o consumo exagerado de café.

Apesar da bebida ser um estimulante natural, a ciência não comprova que o café é o responsável por nos manter mais produtivos e acordados. O que vale é a união entre o efeito emocional, o prazer, as pausas no dia e os efeitos físicos, que podem ser trocados por energéticos e até mesmo chá.

O ideal é que você sempre escute o seu corpo, saiba os seus limites e respeite a quantidade máxima recomendada de 4 xícaras por dia. Assim, você aproveita o máximo que o café tem para te oferecer, de maneira saudável, mantendo esse hábito para sempre – e, quem sabe, passando-o para outras gerações!

 

Gostou da nossa reflexão sobre o café? Compartilhe o texto nas redes sociais com seus amigos e familiares. Até a próxima!

 

 

Fique por dentro

Assine nossa Newsletter e receba as novidades por email
Get in touch

872 Arch Ave. Chaska, Palo Alto, CA 55318
[email protected]
ph: +1.123.434.965

Work inquiries

[email protected]
ph: +1.321.989.645