fbpx
A IMPORTÂNCIA DE UMA MARCA
*Clara López Toledo Corrêa
Qual a importância da marca para um negócio? Uma boa marca pode ser um indicativo de bons negócios futuros. Os empresários realmente avaliam a importância estratégica de uma marca?
A marca é tão importante para um negócio quanto uma estrutura física: máquinas, móveis, etc. é para um comércio ou indústria. Ambos são propriedades, ambos agregam valor ao negócio. Um se trata de Propriedade Imaterial (intangível e variável), enquanto o outro é um bem tangível e não tão variável ou de “valor flutuante”. Assim, esses bens, marcas, móveis, computadores, telefones, títulos e etc. fazem parte do Capital Ativo de uma empresa, ou seja, podem dizer quanto “custa” um negócio. Muitas vezes, a marca pode ser o bem de maior valia de um negócio, por que não? Assim, a marca pode ser o grande diferencial na venda de uma fábrica ou comércio, como já aconteceu na cidade de Campinas, quando uma empresa multinacional resolveu comprar um negócio campineiro de marca mais que solidificada em nosso mercado, como foi o caso da Danone em 1994.
Quantas pessoas se lembram do nome empresarial de um estabelecimento ou da marca vinculada a ele? Quantas pessoas vão ao mercado em busca de um determinado produto, com aquele nome, daquela marca e não vão apenas procurar por qualquer sabão em pó, qualquer achocolatado, qualquer cosmético? Quantas pessoas fazem questão de vestir uma camiseta com determinado símbolo em vez de outro? Qual o motivo de nos lembrarmos de signos de serviços que não conhecemos e que nunca utilizamos?
É a Marca, o símbolo, o som, as cores e tudo o que envolve os elementos de distinção de um produto ou serviço que sempre nos vem em mente, e não o CNPJ da empresa. Dessa forma, a marca é de extrema importância para um negócio – obviamente não podemos deixar de lado outras questões como qualidade de produto e serviço, movimentação e administração de caixa, relações intra e interpessoais e mais uma série de elementos relacionados a um bom negócio, mas é a marca e a experiência relacionada a ela que desperta o interesse do consumidor. A marca e o “branding” (trabalho de muita pesquisa e estudo de publicitários) são bens e meios que garantem o conhecimento e a viabilidade de um negócio no mercado, acarretando maior lucratividade para o empresário e um ganho de qualidade para os consumidores.
Por esse motivo, a criação de uma boa marca e o posicionamento e classificação dela no mercado é um grande indicativo de bons negócios futuros, o que não significa que as marcas garantam todo um negócio, mas podem salvar grande parte dele.
A marca de um serviço ou de um produto é algo tão forte, que muitas vezes seus proprietários “desenterram” determinados símbolos para lançarem ou reconstruírem um negócio. Essas marcas antes esquecidas, muitas vezes entram no mercado pela segunda (ou terceira) vez e mudam completamente, de maneira positiva, o cenário econômico e financeiro de uma empresa e também de uma sociedade.
Devido a tal importância e a conscientização desses valores, cada vez mais os empresários despendem tempo e dinheiro com estratégias marcárias, pois, ao contrário dos bens materiais que se desvalorizam com o decorrer do tempo, quanto mais tempo uma marca está na memória dos consumidores e no mercado, mais valor ela possui.
*Clara López Toledo Corrêa é advogada do escritório Toledo Corrêa Marcas e Patentes.
Fonte: Panorama de Negócios
REMOVER TODOS
COMPARE
0