O Que E Design Thinking E Como Ele Pode Garantir Aquele Emprego.jpeg

As fases de um processo seletivo são, para muitos candidatos, momentos de tensão. Por mais que você tenha um currículo impecável, a insegurança na hora da entrevista pode colocar tudo a perder. Para evitar essa situação, é possível se preparar para a tão sonhada vaga de emprego utilizando o design thinking.

Trata-se de um termo que foi emprestado do processo de criação da área de design, mas que é bastante utilizado na inovação de negócios e pode ser também uma abordagem eficaz para sua carreira.

Quer entender melhor como funciona esse processo, suas etapas e como aplicar na sua vida profissional? Confira este post!

O que é design thinking?

De modo geral, o design thinking consiste em organizar ideias e informações e, assim, buscar caminhos variados para resolver um problema, seja aprimorando o conhecimento ou pensando “fora da caixa”.

É um conceito que foi desenvolvido por Bill Burnett e Dave Evans, professores da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, e está no livro “O design da sua vida: como criar uma vida boa e feliz”.

Trata-se de uma forma criativa de pensar, pois enxerga os desafios como oportunidades e, por isso, pode ser utilizada como estratégia na sua vida profissional — principalmente no momento de buscar um emprego, visto que ajuda a elaborar possibilidades para a carreira de acordo com o seu perfil, competências e a dinâmica do mercado.

O design thinking pode ajudar ainda a traçar uma nova rota para quem está insatisfeito com a área escolhida e busca recolocação profissional.

Quais são as etapas desse processo?

Se você ficou interessado em utilizar o design thinking para conseguir a vaga de emprego que tanto almeja, veja os passos que deve seguir:

Imersão (empatia)

A primeira etapa é a de imersão, na qual você precisa ter empatia e se colocar no lugar de quem está oferecendo a vaga. Nessa hora, procure responder às questões:

  • Que capacidades o candidato precisa ter?
  • Qual é o comportamento esperado para a função?
  • Como é o clima organizacional da empresa?
  • O que é preciso destacar ou excluir do currículo?
  • Qual é a postura esperada na entrevista?

Para isso, você terá que fazer, em primeiro lugar, um exercício de autoconhecimento para entender quais são seus pontos fortes e fracos, como é a sua postura no ambiente organizacional, como é sua relação interpessoal e comunicação com outros colaboradores etc.

Assim, é possível entender se o seu perfil está adequado e que características você pode enfatizar para o recrutador. Se tiver dificuldade em fazer esse exercício, vale conversar com algum colega de trabalho de um emprego anterior para que ele mostre a impressão que tem de você na rotina profissional.

Depois, é importante pesquisar tudo sobre o mercado e a empresa, buscando informações em sites e redes sociais e até notícias que envolvam a corporação. Colete o máximo de dados para que você esteja preparado para a próxima fase.

Ideação

Na próxima etapa do design thinking, você vai trabalhar com os dados obtidos. É como se você fosse um designer e tivesse que desenvolver um produto. É preciso resolver um problema, ou seja, encontrar uma solução para agradar o seu público.

Transferindo a situação para um processo seletivo, é o momento de o candidato pensar em soluções criativas de acordo com as informações que ele obteve. É a hora de inovar e pensar: o que eu posso oferecer de diferente para impressionar os recrutadores?

A concorrência é acirrada, então é importante usar a criatividade para pensar nos seus diferenciais. Que cursos de capacitação e atualização devo mencionar? E que experiências profissionais precisam ser destacadas? Como deve ser minha postura na entrevista?

Você vai antecipar as situações do recrutamento e estará bastante preparado. Dessa forma, fica seguro para responder a qualquer questionamento e conseguirá mostrar, com exemplos da sua trajetória profissional, o que pode acrescentar para a empresa e por que é o candidato ideal para a vaga.

Teste

Depois de ter as informações em mãos e pensar em soluções para impressionar o recrutador em diferentes cenários, chega o momento de colocar todo esse planejamento à prova. É a etapa de teste do design thinking, em que você vai ensaiar a performance.

Você pode pedir para um amigo próximo ou um colega que entende as particularidades de seu segmento profissional para fazer perguntas inusitadas e avaliar como você se sai. Se preferir, filme com o celular esse momento, até para que você possa fazer uma autocrítica e melhorar os pontos necessários.

Se tiver que aprimorar em algum aspecto, não tenha preguiça e reveja todas as etapas para que você consiga um bom resultado no processo seletivo.

Aplicação

A etapa final é colocar tudo o que preparou em prática na entrevista. Você vai ver como será um momento tranquilo, já que estará confiante para defender seu currículo e mostrar o quanto conhece a empresa contratante e o mercado.

Como essa abordagem pode ajudar na sua carreira?

Apesar de o design thinking ser mais direcionado aos processos de inovação das empresas, é possível usar essa abordagem para alavancar sua vida profissional. Além de ajudar na busca de uma vaga de emprego concorrida, pode ser utilizada na gestão de carreira.

Esse processo mental pode servir para você buscar novos caminhos diante das instabilidades do mercado. É uma forma de sair da zona de conforto e ter um olhar mais aberto diante das possibilidades que podem se tornar tendência nos próximos anos.

O profissional que consegue pensar diferente sai na frente, consegue antever perspectivas profissionais e trabalhar para estar capacitado, realizando, por exemplo, um curso de MBA.

O design thinking pode, ainda, ser aplicado no seu dia a dia de trabalho para enfrentar os desafios ou desenvolver os projetos de um modo mais criativo.

Quer chegar mais preparado para mostrar todo o seu potencial na entrevista para a vaga de emprego? A dica é aplicar o design thinking para surpreender o recrutador, mostrando que seu perfil e competências estão bastante alinhados com a empresa.

Gostou do nosso post voltado para o desenvolvimento da sua carreira? Curta a página do Facebook da IBE Conveniada FGV e acompanhe todas as publicações!

REMOVER TODOS
COMPARE
0