A menos de uma semana da Copa do Mundo no Brasil, o ministro do Esporte Aldo Rebelo e Pelé apoiarão o lançamento da versão brasileira do Índice para uma Vida Melhor (Better Life Index) –  iniciativa conjunta da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e a FGV Projetos. O índice é uma ferramenta interativa, disponível na internet, que permite ranquear e comparar os principais quesitos para o bem-estar das populações ao redor do globo.

Na ocasião, o diretor da FGV Projetos, Cesar Cunha Campos, e o diretor de Relações Públicas e Comunicação da OCDE, Anthony Gooch, apresentarão a iniciativa e abordarão os principais números levantados pelas pesquisas mais recentes, principalmente aqueles relacionados ao Brasil. Os participantes do evento – inclusive Pelé e Rebelo –  criarão seus próprios índices interativos e debaterão sobre a qualidade de vida no país.

Para que o público presente possa conhecer a iniciativa na prática, totens interativos permitirão a criação de versões individuais do índice que, por enquanto, só está disponível em inglês, francês, espanhol, alemão e russo.

O lançamento é aberto ao público e acontece na próxima segunda-feira, dia 9 de junho, às 10h, no auditório da Escola de Administração de Empresas de São Paulo (FGV/EAESP).

O endereço é rua Itapeva, 432, São Paulo.

 

Há mais coisas na vida do que o futebol?

Esta semana, a OCDE lançou a campanha de divulgação da nova versão da ferramenta em todas as suas redes sociais, incluindo Facebook e Twitter. O slogan “Há mais coisas na vida do que o futebol?” e a hashtag #more2life fazem referência à importância dada pela sociedade ao esporte, chamando atenção para outros fatores importantes para o bem-estar.

A iniciativa, criada em 2011, incentiva o debate sobre a qualidade de vida ao redor do mundo e busca tornar a população mais informada e comprometida com o processo de desenvolvimento das políticas públicas. Com dados de 34 países membros da OCDE e dos parceiros-chave Brasil e Rússia, o índice compara níveis de bem-estar a partir de 11 quesitos. São eles: moradia, renda, trabalho, comunidade, educação, meio ambiente, engajamento civil, saúde, satisfação de vida, segurança e equilíbrio entre trabalho e vida pessoal.

Ao permitir que cada pessoa ranqueie os quesitos de acordo com o que considera mais importante, o Índice para uma Vida Melhor fornece uma ferramenta poderosa que pode comparar as preocupações de cidadãos ao redor do mundo e também informar aos formuladores de políticas públicas em quais assuntos devem se focar.

Fonte: Fgv Noticias

REMOVER TODOS
COMPARE
0